Rafael Bonifácio


Rafael Bonifácio

sobre Rafael Bonifácio

Jornalista e fotógrafo, cursou Física (USP) e Música (UNESP), atuando como músico no Brasil, na orquestra de Heliópolis, e na Alemanha (onde também estudou fotografia). Foi diretor de criação, colaborando com a linguagem fotográfica do ganhador do Effie Awards “Invisigram”, da Y&R, para a ONG TETO. É integrante do coletivo de jornalismo Guerrilha GRR.


Sem interferência da PM, 3° ato do MPL é pacífico

O 3° protesto contra o aumento nas tarifas do transporte público em São Paulo ocorreu de forma pacífica na tarde desta terça-feira (20/1). Desta vez, o clima durante todo o ato foi muito mais tranquilo do que nos outros dois realizados neste mês.

Ato_contra_a_tarifa_rafael_bonifacio_thumb-2

Imagens das famílias abandonando ocupação São João

A reportagem da Ponte acompanhou com exclusividade o momento em que as famílias começaram a deixar a Ocupação São João. Os moradores ergueram escadas para conduzir as crianças pelo telhado até um prédio vizinho. As imagens são de Rafael Bonifácio.

 

Reintegração de posse-23

PÓLIS: reorganizando a vida

Primeiro documentário do Coletivo Guerrilha GRR mostra três diferentes tipos de ocupação, mas com uma base conceitual comum: tentar achar por iniciativa própria soluções para exercerem direitos como à moradia e à manifestação artística. No centro de São Paulo, um grupo de artistas ocupa a Casa Amarela para produzir e promover cultura. No extremo sul da capital, 8 mil famílias da ocupação Nova Palestina luta por moradia. E em São Bernardo do Campo, um grupo de jovens se reúne semanalmente em frente a Igreja Matriz da cidade num duelo rap, a Batalha Matrix, que atrai centenas de jovens.

PÓLIS: reorganizando a vida
Autor: Coletivo Guerrilha GRR
Duração: 25 min

 

 

Bildschirmfoto 2014-06-23 um 15.39.27

PM é condenado por três assassinatos dos Crimes de Maio 2

Cabo da PM Alexandre Pereira da Silva foi condenado pelo assassinato de três rapazes, em SP, durante os chamados Crimes de Maio. Pela primeira vez, um integrante da PM foi levado a julgamento, acusado de participar do extermínio de civis ocorrido em maio de 2006.

10383802_908764005807230_2910715400699438977_o

Policiais arrastam advogado durante desocupação em SP 1


Rafael Bonifácio

Uma reintegração de posse, às 5h desta quarta-feira (25), terminou com 57 famílias expulsas de um prédio na rua Aurora, na República, região central de São Paulo. Segundo os moradores, policiais militares chutaram portas, arrastaram idosos e crianças para fora do local e agiram com truculência. Durante a ação, o advogado Benedito Roberto Barbosa foi detido por volta das 7h, quando tentava manter contato com as famílias que ainda estavam dentro do prédio. Levado ao 3º DP (Santa Ifigênia), ele foi autuado por resistência à prisão.

O Centro Gaspar de Direitos Humanos, a União dos Movimentos de Moradia, a Frente de Luta por Moradia e a Central de Movimentos Populares, emitiram uma nota, criticando a prisão de Barbosa. “Sabendo ser sua prerrogativa adentrar no edifício para conversar com os moradores que se encontravam incomunicáveis pelo cerco da polícia, o advogado tentou ultrapassar o bloqueio do choque quando foi brutalmente agredido e imobilizado por agentes da tropa de choque da Polícia Militar, sendo depois detido e encaminhado ao 3º Distrito Policial onde foi lavrado Boletim de Ocorrência tipificado como crime de ‘resistência'”, diz a nota. O prédio da rua Aurora foi ocupado há seis meses por integrantes da FLM (Frente de Luta por Moradia). Cerca de 120 pessoas viviam no local e foram obrigadas a levar seus móveis para outras ocupações do movimento na região central.

Outro lado
Procurada na noite de quarta-feira, a Polícia Militar não se manifestou.

Leia mais: 

Conselho ouvirá, na próxima segunda-feira, 30, advogado detido pela PM

Colaborou William Cardoso

Captura de tela 2014-06-26 02.33.24