x
Legenda Teste

Ajude a Ponte

Você sabe que a Ponte está do seu lado. Mas, além de coragem, a nossa luta pela igualdade social, racial e de gênero precisa de recursos para se manter. 

Com uma contribuição mensal ou anual, você ajuda a manter a Ponte de pé. Além disso, garante acesso aos bastidores da nossa redação e uma série de benefícios.

Ajude a Ponte

A Ponte precisa de você

31/08/20 por Ponte Jornalismo

Compartilhe este conteúdo:

Programa de membros Tamo Junto leva leitores para dentro da Ponte Jornalismo e ajuda a aumentar a força de um jornalismo que transforma realidades

A Ponte Jornalismo está lançando o seu programa de membros, o Tamo Junto, que transforma leitores em parceiros e busca usar o seu apoio, com ideias e dinheiro, para ampliar a estrutura e a força do nosso jornalismo. Um jornalismo independente que vem transformando vidas e mudando a cobertura de segurança pública e direitos humanos no Brasil desde o seu lançamento, em 2014.

O programa de membros da Ponte é fruto de estudos e treinamentos realizados ao longo de seis meses pelo Velocidad, um programa de aceleração para veículos de comunicação da América Latina, organizado pelo ICFJ (Centro Internacional de Jornalistas) e pela SembraMedia, com apoio financeiro da Luminate. A Ponte foi o único veículo brasileiro selecionado no lançamento do programa, no final do ano passado.

O Velocidad busca capacitar equipes jornalísticas a desenvolverem projetos de sustentabilidade que mais combinem com as missões dos seus veículos. No caso da Ponte, que busca publicar reportagens gratuitas e acessíveis ao público mais amplo possível, a ferramenta que se se mostrou mais interessante, neste momento, é o programa de membros.

Diferente dos sistemas de doações, como o dos financiamentos coletivos, em que o público paga apenas por querer ver um projeto funcionando ou em troca de produtos, no programa de membros leitores querem ser parte do projeto de comunicação que estão ajudando a financiar. É o sistema de financiamento usado por por jornais como o britânico Guardian, o espanhol El Diario e o argentino Pagina 12.

No caso do Tamo Junto, leitores que aderirem ao programa farão parte de um grupo de Whatsapp com a redação da Ponte, em que poderão trocar ideias com a equipe e terão acesso a newsletters exclusivas e a reportagens especiais antes de todo mundo. Além disso, os membros do Tamo Junto poderão participar de rodas de conversa com a equipe da Ponte e com convidados especialmente escolhidos.

O sistema de comentários do site também irá mudar. Para estimular um debate útil e responsável, todos os comentaristas deverão se cadastrar e os comentários dos membros do projeto ganharão destaque.

As contribuições dos membros podem ser mensais, a partir de R$ 10, ou anuais, a partir de R$ 200. Cabe ao membro decidir com quanto quer contribuir.

Para divulgar o programa de membros, uma campanha de marketing foi desenvolvida pela Gana, um coletivo formado por publicitários negros das principais agências do Brasil.

Para chegar à definição do sistema de membros, a Ponte Jornalismo levou em conta uma pesquisa que ouviu 810 leitores entre 16 e 28 de abril. A pesquisa apontou que muitas das pessoas que gostariam de contribuir com a Ponte não têm muito interesse em receber produtos, mas gostariam de participar da construção do nosso jornalismo.

Para conseguir cumprir sua missão, que é ambiciosa, de usar o jornalismo como ferramenta para colaborar na sobrevivência da democracia brasileira, a Ponte busca recorrer a diversas fontes de financiamento. O programa de crowdfunding no Catarse vai continuar, e todas as pessoas que contribuem ali também receberão os benefícios do programa de membros.

Além das contribuições dos leitores, que em 2019 foram responsáveis por 6% dos nossos recursos, a Ponte é mantida com o financiamento de fundações (85%) e a venda de conteúdo e serviços (9%). Com o Tamo Junto, o objetivo é fechar o ano com uma participação bem maior dos leitores na construção da Ponte Jornalismo.

Já que Tamo junto até aqui…

Que tal entrar de vez para o time da Ponte? Você sabe que o nosso trabalho incomoda muita gente. Não por acaso, somos vítimas constantes de ataques, que já até colocaram o nosso site fora do ar. Justamente por isso nunca fez tanto sentido pedir ajuda para quem tá junto, pra quem defende a Ponte e a luta por justiça: você.

Com o Tamo Junto, você ajuda a manter a Ponte de pé com uma contribuição mensal ou anual. Também passa a participar ativamente do dia a dia do jornal, com acesso aos bastidores da nossa redação e matérias como a que você acabou de ler. Acesse: ponte.colabore.com/tamojunto.

 

Todo jornalismo tem um lado. Ajude quem está do seu.

Ajude

Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo:

>