Ação policial em bairro rico de SP termina com uma pessoa morta

27/07/19 por Mariana Ferrari, especial para Ponte

Compartilhe este conteúdo:

A ocorrência aconteceu na noite de quinta-feira (25/07), na Avenida Nove de Julho, quando PMs perseguiram um táxi após suspeita de assalto; comerciantes da região garantem não ter escutado disparos durante a ação

A ação policial aconteceu na avenida 9 de julho, entre as zonas sul e central de SP | Foto: Mariana Ferrari/Ponte Jornalismo

A rica região dos Jardins, localizada entre as zonas sul e central de São Paulo, foi palco de uma perseguição policial na noite da última quinta-feira (25/07). A ação, que ocorreu por volta das 20h20, terminou com dois presos em flagrante e um morto. A fuga começou na Avenida Helio Pelegrino e terminou na Avenida Nove de Julho, quase no cruzamento com a Rua Estados Unidos. Nenhum policial ficou ferido.

De acordo com o BO (Boletim de Ocorrência), feito pelo 78º DP, do bairro Jardins, policiais militares do 23º Batalhão estavam patrulhando a região quando souberam de um assalto na Avenida Helio Pelegrino. Os três suspeitos fugiam dentro de um táxi, modelo Honda HRV. Com a aproximação dos policiais, um dos homens, que estava no banco do passageiro do táxi, disparou contra as autoridades. Ainda de acordo com o BO, a ação gerou outros quatro disparos, três de um dos PMs e um do outro PM. O fugitivo morreu no ato. Os outros dois suspeitos não reagiram.

Segundo comerciantes, a ação acabou na Avenida Nove de Julho em frente ao Shopping Jardim Pamplona | Foto: Mariana Ferrari/Ponte Jornalismo

Comerciantes da Avenida Nove de Julho ficaram apavorados com a movimentação. Mesmo sem entender o porquê da ação, eles cogitaram fechar as portas do comércio. “Foram mais de 10 viaturas, era muita coisa. Eles [policiais] estavam fortemente armados, não era só pistola não”, disse um dos comerciantes do local, que preferiu não se identificar. Segundo ele, os policiais militares fecharam a Avenida Nove de Julho nos dois sentidos e que não escutou nenhum disparo. Além dele, outros 10 comerciantes confirmaram a falta de disparos durante a operação. 

Fachada do 78º DP, na região dos Jardins | Foto: reprodução/Google Maps

Apenas uma vítima prestou depoimento na delegacia: a vítima. Ele disse que foi abordado na Avenida Helio Peregrino por um homem armado, que levou seu telefone celular e sua aliança. A vítima reconheceu os seus pertences entre os objetos apreendidos e o assaltante, mas negou ter visto o homem falecido no local do crime. No fim da ação, os policiais apreenderam uma máquina de cartão, uma aliança, sete aparelhos telefônicos, três relógios de pulso e R$ 1.031,00. Outras vítimas não foram localizadas. 

Em nota, a SSP (Secretaria de Segurança Pública) informou que o caso está sendo investigado pelo DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa). “O automóvel roubado foi recuperado e apreendido para perícia”. 

Por meio da assessoria de imprensa, a Polícia Militar diz que “não localizou nenhuma ocorrência com a natureza especificada na solicitação”. 

Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo: