A invasão da Maré

25/06/14 por Ponte

Compartilhe este conteúdo:

Em 15 minutos, cerca de mil policiais militares e soldados do exército invadiram no dia 30 de março deste ano, o complexo da Maré, um agrupamento de 16 comunidades, na zona norte do Rio de Janeiro, onde vivem 130 mil moradores. Foi a 39a. UPP – Unidade de Polícia Pacificadora instalada na capital fluminense, pelo governo do Estado, desde o início do programa em 2008.

Na madrugada do segundo dia de ocupação, o fotógrafo Tércio Teixeira, do Coletivo R.U.A, chegou ao complexo.

“O clima estava bem estranho. Resolvi andar em direção ao Parque União, que fica a uns 300 metros”, conta. A primeira cena com a qual ele se deparou, que não necessariamente estava relacionada com a ocupação, foi com a de um homem atropelado no meio da avenida Brasil. “Ele estava na frente de uma unidade da polícia, mas o policial de plantão nem levantou da cadeira para ver o que estava acontecendo”.

Foi assim o início da jornada de Teixeira pelo Complexo da Maré, cujos registros estão no ensaio fotográfico a seguir.

[Best_Wordpress_Gallery gallery_type=”slideshow” theme_id=”1″ gallery_id=”1″ sort_by=”order” order_by=”asc” slideshow_effect=”fade” slideshow_interval=”5″ slideshow_width=”800″ slideshow_height=”500″ enable_slideshow_autoplay=”0″ enable_slideshow_shuffle=”0″ enable_slideshow_ctrl=”1″ enable_slideshow_filmstrip=”1″ slideshow_filmstrip_height=”70″ slideshow_enable_title=”0″ slideshow_title_position=”top-right” slideshow_enable_description=”0″ slideshow_description_position=”bottom-right” enable_slideshow_music=”0″ slideshow_music_url=”” watermark_type=”none” watermark_link=”http://web-dorado.com”]

Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo: