Apresentador de programa policial recebe ameaça de morte no Paraná

Bilhete com ameaças foi deixado na casa dos pais do jornalista Cid Ribeiro, apresentador do programa “Brasil Urgente”, junto a duas munições

20160609-Danielle-balas
Bilhete e munições deixadas na casa dos pais do apresentador | Foto: TV Tarobá

Danielle Ferreira, especial para a Ponte Jornalismo

O jornalista Cid Ribeiro, apresentador do programa policial Brasil Urgente, da TV Tarobá, afiliada da Rede Bandeirantes em Londrina (PR), recebeu ameaça de morte no dia 31 de maio. Um bilhete deixado na casa dos pais do jornalista dizia que o apresentador deveria parar de “falar merda sobre ruas” ou toda a família do jornalista seria morta. Junto ao aviso, estavam duas balas de pistola de calibre .40, de uso restrito às forças policiais.

Ribeiro, que atuou como repórter policial por cinco anos na cidade e apresenta o programa há sete, nunca havia recebido ameaça desse tipo. “Não dá para saber a autoria, mas temos feito muitas denúncias com relação a tráfico de drogas em determinados bairros da cidade. Então pode ser uma retaliação”, afirma o jornalista.

O delegado responsável pela investigação, João Batista dos Reis, da 10ª SubDivisão Policial de Londrina, ressalta que nenhuma possibilidade em relação à origem da ameaça está descartada. Como a munição encontrada junto com o bilhete é de uso restrito, levantou-se a hipótese do envolvimento de policiais no caso.

“Entretanto, só porque a munição é de uso restrito não significa que são policiais os autores. Infelizmente sabemos que bandidos têm acesso a essa munição”, afirma o delegado. Reis destaca também que os indícios colhidos até o momento apontam que criminosos da região podem ser responsáveis pela ameaça ao jornalista.

Comentários

Comentários

Colabore com a Ponte!

Enviar um comentário

Contribua com a Ponte

Clique para doar

Catarse

feito por F E R A