‘No Brasil, são só 3% de doutoras negras entre docentes de pós-graduação’

Maria Lutterbach, diretora do documentário ‘Potência N’, destaca a importância de abordar a questão racial e de gênero na Matemática, área tradicionalmente ocupada por homens brancos.

MP investiga jogo em que Bolsonaro ataca e mata mulheres, negros e gays

Promotor apontou ‘clara intenção de prejudicar candidato’, além de causar danos morais coletivos aos ‘movimentos sociais, gays e feministas’.

Mulheres trans na política: elas cansaram de ser silenciadas

Elas têm pautas como educação, saúde e emprego, mas querem mais: o fim do genocídio da população trans e representatividade. Conheça quatro das 53 candidaturas trans nas eleições deste ano.

Tribunal do RJ isenta juíza de culpa por ação de PMs que algemaram advogada negra

Segundo investigação feita por comissão do TJ-RJ, testemunhas apontam que advogada ‘se debatia’ e policiais a algemaram ‘para resguardar sua integridade física’.

‘Palavras Cruzadas’ discute lugar de fala, empatia e resistência

Visitantes da instalação artística são convidados a explorar uma arena virtual com depoimentos de 12 representantes de lutas diversas na área dos direitos humanos.

Família de jovem negro condenado a 15 anos de prisão pede que Justiça reavalie provas

Igor Barcelos Ortega está preso há dois anos acusado de participar de tentativa de latrocínio contra um PM na Grande SP, em 2016; no ano passado, foi condenado a mais de 15 anos de prisão.

‘Juízes não nos veem como advogados’, diz advogada negra algemada

Antes de mandar PM algemar Valéria Lúcia, juíza Ethel Tavares já teria revelado comportamento racista, segundo a advogada: ‘Ela perguntou se eu e cliente éramos irmãs porque éramos negras’.

No Dia da Independência, artistas negros lembram que escravidão não acabou

‘Apagamentos’ traz visão crítica sobre o que significa ser independente, propõe reflexão sobre a permanência da escravidão e o racismo no processo de construção do Brasil.

2 minutos atrás

Militantes negros estão há seis dias acorrentados na Secretaria de Justiça de SP

Protesto pede regulamentação de lei que prevê inclusão de negros e indígenas no serviço público; impedida de voltar ao prédio caso saísse, manifestante perdeu prova de concurso neste domingo.

Militantes negros ocupam Secretaria de Justiça de SP por inclusão no serviço público

Lei aprovada prevê, entre e outras medidas, pontuação diferenciada para negros e indígenas em concursos para cargos no serviço público paulista, mas para valer, precisa da assinatura do governador de SP.

Contribua com a Ponte

Clique para doar

Catarse

feito por F E R A