Confrontos entre policiais deixam dois PMs feridos e um morto em São Paulo

    Tiroteios entre PMs aconteceram na zona sul e região central da capital paulista

    PM aposentado morreu após trocar tiro com outro PM aposentado. | Foto: Reprodução

    Em dois tiroteios envolvendo policiais militares do Estado de São Paulo neste sábado (6/5), três PMs foram baleados e um deles morreu. Os embates aconteceram em pontos distintos da capital paulista: um na rua Aratãs, em Moema, zona sul, e o outro na rua do Gasômetro, no Brás, região central. Nos dois casos, os quatro policiais envolvidos estariam fazendo bicos para complementar a renda.

    No primeiro, a troca de tiros aconteceu entre o cabo Jair Souza de Deus, do 51º BPM/M (Batalhão da Polícia Militar Metropolitano), e o soldado Robson Alves do Nascimento, do 19º BPM/M. De acordo com a SSP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo), o soldado Nascimento foi baleado enquanto atendia uma ocorrência de roubo na região. Ainda segundo a pasta, os dois PMs estavam se deslocando para o serviço na Atividade Delegada — operação na qual PMs de folga prestam serviço para a Prefeitura.

    O motivo dos disparos do cabo Deus teria sido a presença de um PM à paisana com arma de fogo na mão na região do Brás. Sem saber que o homem armado se tratava de um soldado da PM, o cabo Deus teria atirado duas vezes e, como o PM à paisana não caiu, efetuou um terceiro disparo. Ferido no abdome e na perna direita, o soldado caiu e se identificou como policial militar.

    A SSP-SP disse que o soldado Nascimento foi socorrido e permanece internado no Hospital das Clínicas. “As circunstâncias do fato serão apuradas tanto pela Polícia Civil como pela Militar”, afirmou a pasta.

    Local onde PMs trocaram tiros, na zona sul de SP. | Foto: Reprodução/Google Maps

    O outro confronto aconteceu entre os policiais militares da reserva soldado Hector Marcelo Vieira e cabo Marcos Antônio Abrahão, na zona sul de São Paulo. Os PMs aposentados estariam prestando serviço de segurança privada na região quando trocaram tiros.

    A confusão teria se iniciado após o cabo Abrahão abordar o soldado Vieira, que havia acabado de saltar de um carro, na altura 981 da rua Aratãs, no bairro Moema. Pensando se tratar de um assalto, o soldado teria atirado contra o companheiro de profissão, que revidou. A SSP-SP, no entanto, disse que os motivos do crime ainda não foram esclarecidos.

    Os dois PMs foram socorridos pelo Pronto Socorro São Paulo. O cabo Marcos Antônio Abraão, entretanto, não resistiu aos ferimentos e morreu, enquanto o soldado Hector Marcelo Vieira permanece internado.

    Segundo a Secretaria de Segurança Pública, “as investigações estão em andamento com a Polícia Civil”.

    Comentários

    Comentários

    Já que Tamo junto até aqui…

    Que tal entrar de vez para o time da Ponte? Você sabe que o nosso trabalho incomoda muita gente. Não por acaso, somos vítimas constantes de ataques, que já até colocaram o nosso site fora do ar. Justamente por isso nunca fez tanto sentido pedir ajuda para quem tá junto, pra quem defende a Ponte e a luta por justiça: você.

    Com o Tamo Junto, você ajuda a manter a Ponte de pé com uma contribuição mensal ou anual. Também passa a participar ativamente do dia a dia do jornal, com acesso aos bastidores da nossa redação e matérias como a que você acabou de ler. Acesse: ponte.colabore.com/tamojunto.

    Todo jornalismo tem um lado. Ajude quem está do seu.

    Ajude

    mais lidas