parceiros

| instituições

. Artigo 19
. Associação Juízes para a Democracia
. Associação dos Profissionais e Amigos do Funk (Apafunk)
. Centro de Direitos Humanos e Educação Popular do Campo Limpo – SP (CDHEP)
. CESeC – Centro de Estudos de Segurança e Cidadania
. Conselho Indigenista Missionário (CIMI)
. Comissão de Familiares de Mortos e Desaparecidos
. Comissão Justiça e Paz – Arquidiocese de São Paulo
. Conectas Direitos Humanos
. Cordão da Mentira
. Comissão Pastoral da Terra (CPT)
. FEP – Frente de Esculacho Popular
. Flores Raras – Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação, Comunicação e Feminismos
. Fórum Brasileiro de Segurança Pública
. Fórum Nacional de Juventude Negra (ES)
. Geledés – Instituto da Mulher Negra
. IDDD – Instituto de Defesa do Direito de Defesa
. Intervozes
. Instituto Patrícia Galvão, Mídia e Direitos
. Instituto Sou da Paz
. Justiça Global
. LEIPSI – Laboratório de Estudos Interdisciplinares sobre Psicoativos (UNICAMP)
. Mães de Maio
. Margens Clínicas
. MH2O – Movimento Hip Hop Organizado
. Movimento Moinho Vivo – Favela do Moinho
. Movimento Passe Livre (MPL)
. Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST)
. Mídia Ninja
. Nós, Mulheres da Periferia
. Núcleo de Consciência Negra (USP)
. Núcleo de Direitos Humanos da Defensoria Pública de São Paulo
. Oboré
. Pastoral Carcerária
. Práxis Direitos Humanos
. Rede 2 de Outubro
. Racionais MC’s
. Grupo Tortura Nunca Mais – SP
. Uneafro

| pessoas

. Alessandro Buzo – escritor e ativista social
. Antonio Funari Filho – advogado, presidente da Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo
. Ariel de Castro Alves – advogado e ativista pelos Direitos de Crianças e Adolescentes
. Aton Fon Filho – advogado
. Carlos Dada – jornalista investigativo de El Salvador, diretor do site El Faro
. Carlos Weis – coordenador do núcleo de Direitos Humanos da Defensoria Pública do Estado de São Paulo
. Daniel Eustáquio de Oliveira -funcionário público e pai que investigou e comprovou o envolvimento de policiais militares de SP na morte de seu filho, César Dias de Oliveira, em julho de 2012
. Daniela Skromov de Albuquerque -Defensora pública, coordenadora auxiliar do Núcleo Especializado de Cidadania e Direitos Humanos da Defensoria Pública (SP)
. Debora Silva Maria – Fundadora do Movimento Mães de Maio
. Dexter – rapper
. Emicida – rapper
. Fábio Konder Comparato – jurista, professor emérito da Faculdade de Direito da USP
. Fernando Morais – jornalista, político e escritor
. Francile Gomes Fernandes -professora universitária, assistente social, militante em Direitos Humanos, irmã de Paulo Alexandre Gomes, vítima de desaparecimento forçado
. Giane Álvares Ambrósio Álvares -advogada
. Guilherme Boulos – professor de psicanálise e membro da coordenação nacional do MTST
. Hélio Bicudo – advogado, jurista e militante pelos Direitos Humanos
. Ivan Seixas – ex-preso político, coordenador da Comissão da Verdade do Estado de São Paulo
. Pe. Jaime Crowe – padre católico da paróquia dos Santos Mártires (Jardim Ângela, SP)
. João Pedro Stédile – membro da direção nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST)
. João Silvério Trevisan – escritor, jornalista, dramaturgo e ativista LGBT
. José Carlos Dias – advogado criminalista, ex-secretário da Justiça de São Paulo (1983-1986), ex-Ministro da Justiça (1999-2000) e o quinto coordenador da Comissão Nacional da Verdade
. José Celso Martinez Correa – diretor, ator, dramaturgo e encenador
. José Gregori – jurista, ex-secretário Nacional dos Direitos Humanos (1997-2000), ex-ministro da Justiça (2000-2001)
. Julian Assange – jornalista e editor do WikiLeaks
. Julita Lemgruber – socióloga e ex-diretora do sistema penitenciário do Rio, coordenadora do Cesec (Centro de Estudos de Segurança e Cidadania da Universidade Cândido Mendes)
. Juvelino José Strozake – advogado
. Kenarik Boujikian – desembargadora do Tribunal de Justiça de São Paulo, co-fundadora e ex-presidente da Associação Juízes para Democracia
. Luís Fernando Tóffoli – psiquiatra e professor da Unicamp
. Luiz Eduardo Soares – antropólogo, cientista político e escritor brasileiro, co-autor dos best-sellers “Elite da Tropa“ e “Elite da Tropa 2“
. Marcelo Zelic – pesquisador, membro do Grupo Tortura Nunca Mais – SP
. Márcio Thomaz Bastos – advogado criminalista, ex-ministro da Justiça (2003-2007)
. Maria Amélia de Almeida Teles – ex-presa política, militante feminista, diretora da União de Mulheres de São Paulo, integra a Comissão de Familiares de Mortos e Desaparecidos Políticos
. Marina Dias Werneck de Souza -advogada criminalista, conselheira do IDDD (Instituto de Defesa do Direito de Defesa)
. Maíra Machado – Coordenadora do Nucleo de Estudos sobre o Crime e a Pena da FGV, professora da DireitoGV
. Marta Rodrigues Machado -Coordenadora do Núcleo de Estudos sobre o Crime e a Pena da FGV, professora da DireitoGV e pesquisadora do Núcleo Direito e Democracia do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap)
. Maureen Bisilliat – fotógrafa e documentarista
. MC Leo (Leonardo Pereira Mota) -funkeiro, ex-presidente da Associação dos Profissionais e Amigos do Funk (Apafunk)
. Paula Miraglia – Doutora em Antropologia Social pela USP. Foi Diretora Geral do International Centre for the Prevention of Crime
. Paulo Lins – escritor, autor de “Cidade de Deus”
. Paulo Arantes – filósofo, professor da USP
. Roberto Rainha – advogado
. Rose Nogueira – jornalista, Grupo Tortura Nunca Mais, SP
. Sérgio Gomes – jornalista, Oboré
. Sérgio Vaz – poeta e criador da Cooperifa (Cooperativa Cultural da Periferia)
. Silvia Ramos – Cientista social e coordenadora do Centro de Estudos em Segurança e Cidadania da Universidade Cândido Mendes
. Silvia Viana – socióloga, autora do livro “Rituais de sofrimento”
. Sueli Carneiro – doutora em Educação pela USP e fundadora do Geledés – Instituto da Mulher Negra
. Tata Amaral – cineasta, diretora dos longas “Antônia” (2006) e “Hoje” (2011)
. Ugo Giorgetti – Cineasta, diretor dos filmes “Jogo Duro”(1985), “Boleiros” (1998) e “O Príncipe” (2002)
. Valdenia Aparecida Paulino Lanfranchi – ativista de Direitos Humanos
. Vânia Lúcia da Silva Alves – dona de casa que ajudou a esclarecer o assassinato do irmão, Antonio Carlos Silva Alves, o Carlinhos, morto em 2008 por policiais militares pertencentes ao grupo de extermínio conhecido por Highlanders

| apoiadores via Catarse

. Gabriela Barcellos