Dez detentos morreram de coronavírus e 208 estão infectados nas prisões

País é o quarto no mundo em quantidade de presos mortos na pandemia; 12 estados possuem contaminações

Lucélia, no interior de SP, soam duas mortes por Covid-19 | Foto: Reprodução/Sifupesp

O Brasil registrou nesta quinta-feira (30/4) a décima morte de preso vítima de coronavírus. As estatísticas são divulgadas pelo Depen (Departamento Penitenciário Nacional), com um total de 208 casos da doença confirmados em todo país.

Todos os casos de óbitos estão no Sudeste. São Paulo é o estado com a maior quantidade de vítimas, com seis mortes: dois em Sorocaba, dois em Lucélia, um em Mirandópolis, todos no interior do estado, e um em Guarulhos, na Grande SP.

Leia também: Preso morre de coronavírus antes de Justiça julgar seu pedido de liberdade

Rio de Janeiro, com três mortos, e Espírito Santo, com o primeiro caso confirmado nesta quinta, totalizam as 10 vítimas em presídios brasileiros. No Rio, o primeiro caso é de um homem de 73 anos, que teve liberdade negada pela Justiça.

Além dos três estados com vítimas, há casos confirmados de Covid-19 em outros nove: Acre, Amazonas, Ceará, Distrito Federal, Minas Gerais, Pará, Roraima, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O Distrito Federal, inclusive, criou um hospital de campanha para atender os doentes.

Em somente 20 dias, o total de casos subiu de 1 para 107 e, em dois dias, já supera os 200.

Em diversos estados, foi proibida a visita de familiares e a entrega presencial de jumbo, sacola com comida, itens de higiene e remédios, para evitar a contaminação. O envio é feito somente pelos Correios.

Leia também: Prisão do AM registra 1º caso de Covid-19 depois que Justiça negou soltura de presos

Com as medidas de restrição, parentes denunciam que há demora na entrega de cartas e até mesmo extravio dos jumbos, conforme publicado pela Ponte.

Ranking mundial

A quantidade de mortes dentro do sistema prisional coloca o Brasil entre os países com mais mortes de prisioneiros: ocupa a quarta posição. Os números, nacionais e internacionais, constam na ferramenta de controle divulgada pelo Depen.

Somente Irã, com 17 mortes, Reino Unido, com 15, e Estados Unidos, com 12, têm números superiores. Peru e República Dominicana somam 4 mortes, Colômbia e Turquia, 3, França e Itália, 2, enquanto Espanha, Equador e Canadá, 1 cada país.

Além de mortos e contaminações confirmadas, o Brasil ainda soma 168 pessoas com suspeita de terem a doença. Até o momento, 705 presos foram testados.

A população carcerária brasileira é de 726.712, segundo o Depen. Já o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) contabiliza 812.564 presos.

Comentários

Comentários

Já que Tamo junto até aqui…

Que tal entrar de vez para o time da Ponte? Você sabe que o nosso trabalho incomoda muita gente. Não por acaso, somos vítimas constantes de ataques, que já até colocaram o nosso site fora do ar. Justamente por isso nunca fez tanto sentido pedir ajuda para quem tá junto, pra quem defende a Ponte e a luta por justiça: você.

Com o Tamo Junto, você ajuda a manter a Ponte de pé com uma contribuição mensal ou anual. Também passa a participar ativamente do dia a dia do jornal, com acesso aos bastidores da nossa redação e matérias como a que você acabou de ler. Acesse: ponte.colabore.com/tamojunto.

Todo jornalismo tem um lado. Ajude quem está do seu.

Ajude

mais lidas