Em protesto por Bolsonaro em SP, uma pessoa é baleada e outra agredida

    Vídeo postado nas redes sociais mostra momento do disparo; Ponte flagrou ação de três bolsonaristas contra um homem

    Momento da primeira agressão | Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo

    Briga e tiro marcam ato pró-governo de Jair Bolsonaro (sem partido) na avenida Paulista, na região central da cidade de São Paulo, neste domingo (15/3). Apesar da preocupação com a pandemia do coronavírus, atos a favor do presidente aconteceram normalmente por todo o país.

    Em São Paulo, a manifestação terminou em confusão. Segundo a Folha, uma pessoa foi baleada na confusão. Em um vídeo postado no Twitter, é possível ver o momento em que um homem com a camiseta do Flamengo efetua um disparo em frente ao shopping Center 3. De acordo com a CNN, o atirador é um policial reformado.

    O caso está sendo investigado no 78° DP (Jardins). A Ponte entrou em contato com a delegacia e, ao telefone, um policial afirmou que “as informações estão sendo passadas pela assessoria da Secretaria de Segurança Pública de SP”.

    A reportagem procurou a Secretaria da Segurança Pública para saber mais informações sobre a ocorrência, mas, até o momento de publicação, não obteve retorno.

    Um vídeo divulgado no Twitter mostra uma discussão e um homem com a camiseta do Flamengo com uma arma na mão. O vídeo registra o momento que esse homem dispara. Na sequência, é possível ouvir muita discussão e ofensas entre o homem e as pessoas que passavam na rua.

    Leia mais:

    ‘Venho todo fim de semana aqui na Paulista, por que hoje fui insultada?’

    Em passeata pró-Bolsonaro, PM paulista escolhe seu lado

    PMs interrompem ato contra Bolsonaro e apreendem panfletos em Brasília

    Em outro ponto da avenida também teve confusão. Três apoiadores de Bolsonaro agrediram um homem que passava pelo ato.

    A briga aconteceu na esquina com a rua Frei Caneca, por volta das 18h. Segundo relatos ouvidos pela Ponte, a briga começou quando o homem agredido esbarrou nos três homens de amarelo.

    Um dos agressores segura uma bandeira | Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo

    Um dos apoiadores do presidente dá um soco no jovem sem camisa que caiu no chão. Eram três contra um. O homem que apanhou revidou o soco. Foi quando os outros dois homens foram para cima, dando socos e chutes.

    Segunda agressão, depois que o homem sem camisa levanta para revidar | Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo

    O homem agredido saiu com um corte na boca, joelho sangrando e o dedo inchado. Questionado sobre o motivo das agressões, um dos homens de amarelo afirmou que teria sido agredido primeiramente, mas a reportagem viu o momento que o homem dá o primeiro golpe. O jovem agredido não quis se manifestar.

    Momento em que o terceiro homem agride o jovem caído no chão | Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo

    Comentários

    Comentários

    Já que Tamo junto até aqui…

    Que tal entrar de vez para o time da Ponte? Você sabe que o nosso trabalho incomoda muita gente. Não por acaso, somos vítimas constantes de ataques, que já até colocaram o nosso site fora do ar. Justamente por isso nunca fez tanto sentido pedir ajuda para quem tá junto, pra quem defende a Ponte e a luta por justiça: você.

    Com o Tamo Junto, você ajuda a manter a Ponte de pé com uma contribuição mensal ou anual. Também passa a participar ativamente do dia a dia do jornal, com acesso aos bastidores da nossa redação e matérias como a que você acabou de ler. Acesse: ponte.colabore.com/tamojunto.

    Todo jornalismo tem um lado. Ajude quem está do seu.

    Ajude

    mais lidas