Funcionários do Metrô de SP são gravados realizando abordagem truculenta

04/01/19 por Maria Teresa Cruz

Compartilhe este conteúdo:

Vídeo foi enviado à Ponte e mostra uma pessoa deitada no chão, já dominada por dois funcionários, sendo algemada; Metrô afirma que vítima tinha pulado a catraca e foi agressiva

Dois funcionários do Metrô foram gravados realizando uma abordagem truculenta a uma pessoa na plataforma da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) do terminal Palmeiras-Barra Funda, na zona oeste de São Paulo. A estação é ponto de transferência entre a linha 3-Vermelha do metrô e os trens. Um funcionário da CPTM não participou da ação, mas presenciou a abordagem, como mostra o vídeo enviado à Ponte por um passageiro que, quando ouviu os gritos da vítima, decidiu começar a gravar. O caso aconteceu na quarta-feira (2/1).

“Pelas características físicas, parecia uma pessoa trans, aparentemente dependente química. Os seguranças ainda agrediram com tapas no rosto e chutes. Falavam q ela tinha que sair ‘sem encher o saco’. Ela dizia que pagou”, disse passageiro que fez a gravação com o celular. Nas imagens, é possível ouvir os gritos da pessoa enquanto é pressionada ao chão e algemada. Ela pede socorro. As pessoas próximas que aguardam o trem na plataforma nada fazem e simplesmente se afastam da cena. Ela esperneia um pouco e já dominada, é retirada pelos funcionários do local.

A Ponte enviou um pedido de nota às duas companhias – Metrô e CPTM – uma vez que a abordagem aconteceu na plataforma dos trens, mas foi realizada por funcionários do Metrô – de uniforme preto, como é possível ver nas imagens. As assessorias solicitaram o vídeo. Em nota, o Metrô informou que a pessoa vítima da abordagem havia pulado a catraca e tentado tomar o trem sem pagar a passagem. “Uma pessoa foi retirada do sistema na estação Barra Funda, da Linha 3-Vermelha, pelos seguranças do Metrô após burlar a linha de bloqueios (pular a catraca) da estação. Durante a abordagem, a pessoa demonstrou agressividade e precisou ser contida pelos agentes. O Metrô irá apurar os fatos e a conduta adotada pelos empregados envolvidos na ocorrência”, diz a nota.

 

Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo: