Imagens revelam emboscada do PCC para executar psicóloga de presídio federal

2 minutos atrás

No destaque, criminoso do PCC desembarca de carro e, armado com fuzil, comete atentado contra psicóloga de presídio federal. Crime ocorreu em 25 de maio deste ano, em Cascavel, no Paraná - Imagem: Reprodução de vídeo

Vídeo mostra criminosos armados com pistola e fuzil. Atentado ocorreu em Cascavel, interior do Paraná, e durou menos de dois minutos. Marido de psicóloga reagiu e matou um dos responsáveis pela morte dela

Caramante
Em 25 de maio deste ano, a psicóloga Melissa Almeida, 37 anos, foi morta a tiros em Cascavel – Imagem: Reprodução

Quase dois meses após a psicóloga Melissa Almeida Araújo, 37 anos, ser executada por membros da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), foram reveladas imagens do crime. Agente do presídio federal de Catanduvas, localizado em Cascavel, no interior do Paraná, Melissa foi morta no momento em que chegava em casa com o filho, um bebê de 10 meses, e o marido, o policial civil Rogério Ferrarezi.

Segundo a Polícia Federal, o comando da facção criminosa PCC ordenou a execução de três agentes penitenciários em represálias aos castigos impostos aos líderes do grupo. Além de Melissa, o agente Alex Belarmino, 35 anos, foi executado com 18 tiros em uma emboscada na mesma cidade do interior do Paraná. O crime ocorreu no ano passado. O terceiro agente federal morto foi atacado em Mossoró, no Rio Grande do Norte. Na cidade, o agente Henry Charles Gama Filho foi executado próximo a um bar.

No dia 26 de junho, a Ponte Jornalismo revelou que as três mortes estavam relacionadas.

Suspeito de matar 3 agentes, PCC aterroriza funcionários de presídios federais

Preso do PCC é suspeito de levantar endereços de agentes federais assassinados

IMAGENS DO ATENTADO

No circuito de segurança, Melissa Almeida chegou em casa por volta das seis horas da tarde de 25 de maio deste ano. Em seguida, chega o veículo de um vizinho. O morador, no entanto, deixou o portão aberto.

Em seguida, as imagens mostraram um carro chegando em alta velocidade. Um dos passageiros desceu, armado, e caminhou para dentro da garagem da casa da psicóloga. O motorista também desceu com um fuzil e seguiu para a casa de Melissa.

Na garagem, eles mataram Melissa com dois tiros no rosto. O marido dela sacou sua arma e reagiu. Um dos criminosos caiu na porta da casa, já morto. O segundo tropeçou e também levou um tiro. As imagens mostraram que ele sai mancando, após ser baleado pelo policial.

Mesmo ferido, o criminosos conseguiu fugir de carro e foi para uma residência alugada pela facção criminosa. Duas horas depois, durante uma troca de tiros, ele foi morto por policiais que invadiram a residência.

 

Comentários

Comentários

Colabore com a Ponte!

Enviar um comentário

Contribua com a Ponte

Clique para doar

Catarse

feito por F E R A