Intervenção no Rio: vivendo no varejo e morrendo no atacado

Minidoc feito pela Pavio, em parceria com Ponte e Viomundo, mostra como as comunidades do Rio estão vendo a intervenção federal

Enquanto auxiliava moradores do Complexo do Alemão que haviam perdido tudo por conta da enchente, Renata Trajano, do Coletivo Papo Reto​, recebeu a notícia da intervenção militar com ceticismo. “A Favela sofre uma violação por dia”, diz. Ainda assim, quem está na ponta da mira do fuzil teme o que pode estar por vir. A Pavio esteve na última semana no Rio de Janeiro para entender como a “potencialização da potencialização da militarização” chegou à cidade, às favelas e às pessoas cuja fala ninguém domina.

Vídeo por André Zénho​, Caio Castor​ e Pedro Ribeiro Nogueira​

Co-produção: Ponte Jornalismo e Viomundo

Comentários

Comentários

Colabore com a Ponte!

Enviar um comentário

Contribua com a Ponte

Clique para doar

Catarse

feito por F E R A