Ministério Público do Rio cria ‘força-tarefa’ para investigar chacina em Jacarezinho

Durante coletiva, representantes do órgão afirmaram que vão apurar todas as denúncias ligadas ao caso

Coletiva com representantes do MP-RJ. Foto: Amanda Pinheiro / Maré de Notícias

O Ministério Público do Rio de Janeiro criou uma força-tarefa para investigar as mortes ocorridas na ação da Polícia Civil na favela do Jacarezinho, realizada na última quinta-feira (6), onde 28 pessoas foram mortas. O anúncio foi feito por Luciano Mattos, procurador-geral de Justiça do Rio de Janeiro, durante uma coletiva de imprensa, que aconteceu na manhã desta terça-feira, (11).

Segundo o procurador, a força-tarefa, que será presidida pelo promotor de Justiça André Cardoso, vai apurar denúncias de abuso policial e execuções, tentativas de homicídio a passageiros que estavam no metrô, a morte do policial civil e a alteração da cena do crime feita pela Polícia Civil no local. Ainda de acordo com Luciano Mattos, o prazo da investigação é de quatro meses, podendo se estender.

Perguntado sobre denúncias de que presos carregaram cadáveres e outros abusos policiais, o procurador disse que ainda está investigando este caso.

— Em relação de que alguns presos carregaram corpos, ainda estamos colhendo depoimentos. Não temos como afirmar que isso de fato aconteceu. Isso vai ser relatado no final — afirmou Mattos.

Além da força-tarefa, o MP vai acompanhar a investigação feita pela Polícia Civil, que nega as denúncias de execuções.

Publicado originalmente no Maré de Notícias

Comentários

Comentários

Já que Tamo junto até aqui…

Que tal entrar de vez para o time da Ponte? Você sabe que o nosso trabalho incomoda muita gente. Não por acaso, somos vítimas constantes de ataques, que já até colocaram o nosso site fora do ar. Justamente por isso nunca fez tanto sentido pedir ajuda para quem tá junto, pra quem defende a Ponte e a luta por justiça: você.

Com o Tamo Junto, você ajuda a manter a Ponte de pé com uma contribuição mensal ou anual. Também passa a participar ativamente do dia a dia do jornal, com acesso aos bastidores da nossa redação e matérias como a que você acabou de ler. Acesse: ponte.colabore.com/tamojunto.

Todo jornalismo tem um lado. Ajude quem está do seu.

Ajude

mais lidas