x
Legenda Teste

Ajude a Ponte

Você sabe que a Ponte está do seu lado. Mas, além de coragem, a nossa luta pela igualdade social, racial e de gênero precisa de recursos para se manter. 

Com uma contribuição mensal ou anual, você ajuda a manter a Ponte de pé. Além disso, garante acesso aos bastidores da nossa redação e uma série de benefícios.

Ajude a Ponte

PMs são detidos suspeitos de extorquir suposto traficante em SP

27/08/19 por Maria Teresa Cruz

Compartilhe este conteúdo:

Corregedoria da Polícia Civil investigava atuação dos dois agentes presos em flagrante na zona norte de SP

Os PMs Eliel e Heber são suspeitos de extorquir empresário supostamente envolvido com tráfico na zona norte de SP | Foto: divulgação

Os policiais militares Heber Monteiro Gervásio e Eliel Wendel Apolinário dos Santos foram presos nesta segunda-feira (26/8) suspeitos de estarem extorquindo um empresário que supostamente tem ligação com o tráfico de drogas na zona norte de SP.

O flagrante aconteceu no estacionamento do Shopping Center Norte, região do 42º DP, depois de os soldados passarem a ser investigados pela Corregedoria da Polícia Civil de SP.

Heber e Eliel chegaram a ser colegas no 19º Batalhão da PM, onde Heber ainda está lotado. Atualmente, Eliel pertence ao DTIC (Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação da PM).

Segundo o registro da ocorrência, os PMs teriam exigido R$ 45 mil ao empresário para que não houvesse prejuízo ao negócio do tráfico comandado pela vítima.

A Ponte procurou a Polícia Militar e a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública de São Paulo) para saber o que deve acontecer aos soldados e como tanto a pasta quanto a corporação avaliam esse tipo de conduta. Em nota, a SSP confirma as detenções e a operação da Corregedoria. “Os dois detidos foram encaminhados ao Presídio Romão Gomes. As investigações prosseguem”.

Já que Tamo junto até aqui…

Que tal entrar de vez para o time da Ponte? Você sabe que o nosso trabalho incomoda muita gente. Não por acaso, somos vítimas constantes de ataques, que já até colocaram o nosso site fora do ar. Justamente por isso nunca fez tanto sentido pedir ajuda para quem tá junto, pra quem defende a Ponte e a luta por justiça: você.

Com o Tamo Junto, você ajuda a manter a Ponte de pé com uma contribuição mensal ou anual. Também passa a participar ativamente do dia a dia do jornal, com acesso aos bastidores da nossa redação e matérias como a que você acabou de ler. Acesse: ponte.colabore.com/tamojunto.

 

Todo jornalismo tem um lado. Ajude quem está do seu.

Ajude

Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo:

>