PonteCast: Dia da mulher, violência policial no carnaval, Marielle e idoso negro preso

08/03/19 por Ponte Jornalismo

Compartilhe este conteúdo:

Edição #4 do podcast da Ponte aborda o Dia da Mulher, casos repetidos de violência da PM no carnaval, o golden shower do presidente Bolsonaro e mais um caso de preso – e condenado – por reconhecimento ilegal

Listen to “PonteCast” on Spreaker.

Mais uma edição do PonteCast está no ar! Na edição #4, Maria Teresa Cruz e Arthur Stabile abordam o dia Internacional da Mulher, comemorado neste 8 de março, com números que geram a pergunta: é mesmo um dia de comemorações para as mulheres do Brasil e do mundo? Por falar de violência, levantam uma série de ações truculentas protagonizadas por PMs no carnaval brasileiro. São casos em SP, com ameaça a uma mulher, em MG, com censura aos foliões e vistas grossas para outras violências contra mulheres (uma morreu, uma foi esfaqueada e outra, estuprada) e agressões no DF.

Ainda abordam o lado bom do Carnaval: as homenagens a Marielle Franco, vereadora assassinada junto com o motorista Anderson Gomes em 14 de março de 2018. Estação Primeira de Mangueira, escola de samba que venceu o carnaval carioca, destacou a parlamentar e recontou a história do Brasil a partir dos negros e indígenas, a história que os livros deixam de lado – e levou a companheira de Marielle, Mônica Benício, para o sambódromo. E também a Vila Isabel, escola que colocou em um de seus carros a família de Marielle, seu pai, mãe e irmã. Mas Teresa e Arthur também precisaram falar sobre o golden shower do presidente Jair Bolsonaro, que postou um vídeo na tentativa de difamar uma festa popular, referência do país no mundo, tornando um ato isolado como se fosse o todo.

A dupla de repórteres da Ponte comenta sobre mais um caso de pessoa presa – e, desta vez, também condenada pela Justiça – mediante um reconhecimento ilegal. A vítima da vez é um homem negro idoso, de 60 anos, manco de uma perna e com câncer no intestino, acusado de assaltar a mão armada por duas vezes um posto de gasolina. Sua esposa acusa os policiais envolvidos no caso de racismo. Por fim, trazem a resolução de um ato discriminatório protagonizado pelo Shopping Higienópolis.

Quer conferir? Liga o som!

 

Mangueira levou bandeira do Brasil em verde e rosa e a frase ‘Índios, negros e pobres’ | Foto: Reprodução/TV Globo

 

Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo: