‘Chama a minha mãe’, grita jovem agredido por seguranças da CPTM

12/11/18 por Mariana Ferrari, especial para Ponte

Compartilhe este conteúdo:

Vídeo gravado na Estação Dom Bosco, na zona leste de São Paulo, mostra seguranças dos trens imobilizando vítima com truculência

Nesta segunda-feira (12/11), seguranças da Estação Dom Bosco, linha 11-Coral da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) foram filmados por um passageiro enquanto agrediam um rapaz. De acordo com testemunhas, ele seria um “marreteiro” – como são conhecidos os vendedores ambulantes no transporte público. No vídeo, o rapaz tenta se desvencilhar das agressões em em determinado momento grita: “Chama minha mãe”.

Segundo testemunhas, o homem teria se recusado a ser algemado e os seguranças passaram a tentar imobilizá-lo com violência. Após gritos de passageiros que ficaram revoltados com a cena, o homem foi levado para uma sala, não sendo mais possível visualizar a continuação da ação. 

O estudante de jornalismo Brian Alan, 23 anos, foi quem fez o vídeo porque ficou indignado com a atitude dos seguranças. “Não sabemos exatamente o que aconteceu. O que de fato me indignou foi a violência contra o cara, porque, independente da ação, ele não tinha mostrado violência contra os seguranças. Se os usuários não tivessem gritado contra a ação não sabemos o que poderia acontecer”, afirmou o jovem.

A reportagem procurou a CPTM*, que enviou a seguinte nota: “Agentes de Segurança surpreenderam o ambulante no interior de uma composição, na Linha 11-Coral. Ao ser abordado, ficou exaltado e passou a ofender os agentes e usuários. Conforme prevê o regulamente de viagem da CPTM, ele foi desembarcado na Estação Dom Bosco. A Companhia irá apurar o ocorrido e tomará as medidas administrativas cabíveis”.

Seguranças da CPTM imobilizam suposto “marreteiro” com truculência | Foto: reprodução

*Reportagem atualizada dia 12/11, às 18h56

Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo: