‘Chama a minha mãe’, grita jovem agredido por seguranças da CPTM

Vídeo gravado na Estação Dom Bosco, na zona leste de São Paulo, mostra seguranças dos trens imobilizando vítima com truculência

Nesta segunda-feira (12/11), seguranças da Estação Dom Bosco, linha 11-Coral da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) foram filmados por um passageiro enquanto agrediam um rapaz. De acordo com testemunhas, ele seria um “marreteiro” – como são conhecidos os vendedores ambulantes no transporte público. No vídeo, o rapaz tenta se desvencilhar das agressões em em determinado momento grita: “Chama minha mãe”.

Segundo testemunhas, o homem teria se recusado a ser algemado e os seguranças passaram a tentar imobilizá-lo com violência. Após gritos de passageiros que ficaram revoltados com a cena, o homem foi levado para uma sala, não sendo mais possível visualizar a continuação da ação. 

O estudante de jornalismo Brian Alan, 23 anos, foi quem fez o vídeo porque ficou indignado com a atitude dos seguranças. “Não sabemos exatamente o que aconteceu. O que de fato me indignou foi a violência contra o cara, porque, independente da ação, ele não tinha mostrado violência contra os seguranças. Se os usuários não tivessem gritado contra a ação não sabemos o que poderia acontecer”, afirmou o jovem.

A reportagem procurou a CPTM*, que enviou a seguinte nota: “Agentes de Segurança surpreenderam o ambulante no interior de uma composição, na Linha 11-Coral. Ao ser abordado, ficou exaltado e passou a ofender os agentes e usuários. Conforme prevê o regulamente de viagem da CPTM, ele foi desembarcado na Estação Dom Bosco. A Companhia irá apurar o ocorrido e tomará as medidas administrativas cabíveis”.

Seguranças da CPTM imobilizam suposto “marreteiro” com truculência | Foto: reprodução

*Reportagem atualizada dia 12/11, às 18h56

Comentários

Comentários

Colabore com a Ponte!

Enviar um comentário

Contribua com a Ponte

Clique para doar

Catarse

feito por F E R A