Suspeito de participar do sequestro de Washington Olivetto é preso no México

Raúl Julio Escobar Poblete foi encontrado em um táxi - Imagem: Reprodução

Conhecido como Comandante Emílio, Raúl Julio Escobar Poblete foi apontado pela Polícia Civil de São Paulo como um dos responsáveis pelo arrebatamento do publicitário, em dezembro de 2001

Caramante
Raúl Julio Escobar Poblete foi encontrado em um táxi – Imagem: Reprodução

Conhecido como Comandante Emílio, Raúl Julio Escobar Poblete, um dos investigados pela Polícia Civil de São Paulo sob suspeita de participação no sequestro do publicitário Washington Olivetto, em 2001, foi preso no México. Poblete era procurado em 190 países.

Poblete foi encontrado pelas autoridades mexicanas no Estado de Guanajuato, a bordo de um taxi, e é apontado como líder de uma quadrilha especializada em sequestros que agia havia mais de dez anos em Quétaro, San Luis Potisí e também na região onde foi encontrado.

O publicitário Olivetto foi sequestrado por volta das 19h45 de em 11 de dezembro de 2001 e, após 53 dias em um cativeiro no bairro do Brooklin (zona sul de São Paulo), foi libertado.

Poblete foi apontado pela Polícia Civil de São Paulo como um dos responsáveis pelo arrebatamento contra Olivetto. Os sequestradores simularam uma blitz policial, no bairro de Higienópolis, na região central de São Paulo, para parar o carro blindado no qual o publicitário estava.

Ao lado de Pablo Hoffman, Poblete foi apontado como um dos braços operacionais da quadrilha liderada por Mauricio Hernandes Norambuena, preso até hoje no Brasil pelo sequestro de Olivetto.

Comentários

Comentários

Colabore com a Ponte!

Enviar um comentário

Contribua com a Ponte

Clique para doar