MP acredita que GIR, o Grupo de Intervenção Rápida, usa spray de pimenta, bombas de gás lacrimogêneo, balas de borracha e cães ferozes para torturar e cometer abuso de poder. Ler mais