Dois PMs são condenados por dificultarem as investigações do Caso Amarildo

O major Edson Raimundo dos Santos, comandante da UPP Rocinha à época em que Amarildo desapareceu, e o soldado Newland de Oliveira e Silva Junior, responderão por corrupção ativa de testemunha no caso