Na Argentina, ninguém comemora golpe militar e ditadura

Enquanto Bolsonaro determina que sejam feitas ‘as comemorações devidas’ no dia 31 de março, quando o golpe militar no Brasil completa 55 anos, argentinos usam o 24 de março, Dia Nacional da Memória por Verdade e Justiça, para repudiar ditadura.

Reabertura de Caso Herzog abre margem para investigação de outras vítimas da ditadura

MPF decidiu voltar ao caso depois que a Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA condenou o Estado brasileiro pelo assassinato do jornalista.

Contribua com a Ponte

Clique para doar

Catarse

feito por F E R A