Funcionário demitido pelo Metrô afirma que foi vítima de racismo

Ao longo de 15 anos, Valter ouviu que seu cabelo era ‘anti-higiênico’ e que ‘não tinha genes’ para operar equipamentos. Em 15/9, segundo ele, foi demitido após reagir contra ofensa racista de um passageiro.

Contribua com a Ponte

Clique para doar

Catarse

feito por F E R A