Por 3 votos a 0, a 4ª Câmara Criminal do TJ mantém válida decisão de 2016, que apontou 'legítima defesa' dos policiais; desembargador ataca a imprensa e fala em 'perseguição' ao relator do caso. Ler mais


Tribunal superior aprovou recurso do MP-SP após o TJ-SP, em setembro de 2016, anular as condenações de 74 policiais. Ler mais

Órgão se posicionou contrário à decisão do TJ-SP; em 2016, Tribunal anulou condenação dos policiais envolvidos na ação que deixou 111 presos mortos, em 1992. Ler mais

Recurso em tribunais superiores aponta “violação do princípio constitucional que garante a soberania do júri popular” Turma julgadora composta pelos desembargadores Ivan Sartori (relator), Camilo Léllis e Edison Brandão – Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil Por meio do procurador-Geral de Justiça, Gianpaolo Smanio, e pelas procuradoras Jaqueline Mara Lorenzetti Martinelli (Recursos Extraordinários) e Sandra Jardim, da Procuradoria Criminal, o Ministério Público de São Paulo recorreu nesta sexta-feira (16/12) ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) e ao STF (Supremo Tribunal Federal) contra a anulação do julgamento que condenava os policiais acusados de envolvimento no Massacre do Carandiru,… Ler mais

Em intervenção artística, manifestantes pintaram mais de 111 corpos na calçada na frente do Tribunal de Justiça de São Paulo Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo Na última quarta-feira, (02/11), Dia de Finados, um grupo de ativistas pintou mais de 111 corpos na calçada da frente do Tribunal de Justiça, na Praça da Sé, região central de São Paulo, em protesto à impunidade do Massacre do Carandiru, ocorrido em 2 de outubro de 1992. “O governador Fleury e seu secretário de segurança pública representavam o Estado no Massacre do Carandiru e nunca foram responsabilizados pelas 111 mortes. O comandante da operação,… Ler mais