MP acredita que GIR, o Grupo de Intervenção Rápida, usa spray de pimenta, bombas de gás lacrimogêneo, balas de borracha e cães ferozes para torturar e cometer abuso de poder. Ler mais


Líderes do grupo foram mortos em emboscada no Ceará dia 15 de fevereiro; investigações apontam que a própria facção ordenou as execuções. Ler mais

Defensoria pede a MP que investigue denúncias de tortura. Segundo presos, grupo de elite das penitenciárias é responsável por maioria dos abusos. Ler mais