TJ avaliou não haver provas de que um agente do Estado é responsável pelo ferimento, em junho de 2013. Câmara revê decisão em primeira instância que considerava o fotógrafo culpado por se colocar na ‘linha de tiro’ A 9° Câmara do Tribunal de Justiça de São Paulo inocentou com unanimidade o Estado por cegar o fotógrafo Sérgio Silva, atingido por bala de borracha em junho 2013. O profissional, que movia ação em segunda instância, perdeu o olho esquerdo atingido quando cobria uma manifestação do Movimento Passe Livre nas Jornadas de Junho de 2013. O Tribunal entendeu “não haver provas”… Ler mais