Sem substituto, ouvidor das polícias se diz ‘desconfortável’ na função

Novo titular deveria ter assumido em novembro, mas governador Geraldo Alckmin ainda não escolheu o nome; indefinição mantém Júlio César Fernandes Neves na função por tempo indeterminado.

Contribua com a Ponte

Clique para doar

Catarse

feito por F E R A