‘Sou prova viva de que Brasil é racista’, diz Barbara Querino sobre prisão

Barbara Querino, a Babiy, foi presa há um ano e três meses, depois ser reconhecida pelo cabelo e pela pele negra; apesar de ter provas de sua inocência, ela continua presa, mas teve a primeira saída temporária de Páscoa e pode rever a família.

Contribua com a Ponte

Clique para doar

Catarse

feito por F E R A