Mc Lírica integra o grupo Graja Minas e carrega no sangue a violência ancestral aos povos indígenas e até hoje a rapper procura descobrir de qual (ou quais) etnias faz parte; em suas músicas, fortalece a luta contra o genocídio e a figura cristalizada dos povos indígenas. Ler mais


Conheça as histórias de Barba Negra, Billy Joe, Ítalo e Savio, quarteto que uniu 'almas desgraçadas em ritmo e poesia' para formar o grupo de rap Desgraça Clã, no centro velho de São Paulo. Ler mais

O rap de Paz: justiça trans mapuche

21/01/19 por Ulises Rojas, da Cosecha Roja

Indígena e não-binária, a rapper argentina Cumelen Berti começou sua carreira no Brasil e voltou a Buenos Aires para expandir sua mensagem de luta e respeito para os povos originários e comunidades dissidentes, apresentando ritmos novos e ancestrais. Ler mais

MC Soffia: ‘Se as crianças estão brincando, estão aprendendo’

19/01/19 por Giovanna Monteiro e Marina Sá, da Revista AFROCULT

Empoderamento e representatividade negra são temas latentes da rapper de 14 anos, internacionalmente conhecida desde a sua apresentação na abertura das Olimpíadas do Rio em 2016. Ler mais

Das batidas ao nome, Marabu afirma que encontrou sua identidade no rap: 'é como um manual de instruções das mais diversas quebradas do mundo'. Ler mais