Relatório da Ouvidoria das Polícias aponta que letalidade é averiguada majoritariamente pelos próprios batalhões em que os PMs trabalham e não pela Corregedoria, órgão fiscalizador dentro da corporação. Ler mais