x
Legenda Teste

Ajude a Ponte

Você sabe que a Ponte está do seu lado. Mas, além de coragem, a nossa luta pela igualdade social, racial e de gênero precisa de recursos para se manter. 

Com uma contribuição mensal ou anual, você ajuda a manter a Ponte de pé. Além disso, garante acesso aos bastidores da nossa redação e uma série de benefícios.

Ajude a Ponte

Resultado(s): 15 item(ns) encontrado(s).


"A polícia não pode ser inimiga do povo, nem o povo precisa ter medo da polícia", diz Elizeu Soares Lopes, ouvidor das polícias de SP e criador do comitê dedicado a combater o racismo na corporação. Ler mais

Apesar de censurado pela Justiça, vídeo em que promotora Ana Maria Frigério Molinari mente sobre ligações do grupo de direitos humanos com PCC foi usado pela defesa no julgamento da Chacina de Osasco; Mães de Maio e Conectas pedem responsabilização. Ler mais

Gravação, que já rendeu censura judicial à Ponte, mostra ex-promotora Ana Maria Frigério Molinari dizendo, sem provas, que Mães de Maio teriam ligação com o tráfico; objetivo seria desacreditar mães de vítimas da Chacina de Osasco Ler mais

Patrocinada pelo vereador Eduardo Suplicy (PT), proposta visa garantir auxílio psicológico e social para famílias que tiveram filhos ou parentes mortos pelo Estado. "O Estado tem que estipular uma ajuda porque esses familiares ficam doentes", pontua líder Débora Silva. Ler mais

Uma das lideranças do movimento conta que inspiração veio das Mães de Maio, de SP, e das Redes de Comunidades e Movimentos Contra a Violência, do RJ: 'eu entendi que a luta tem que partir de nós', afirma Eronilde da Silva Nascimento. Ler mais

Com emoção, afeto e coragem, mães denunciam mais uma vez a violência de Estado que matou seus filhos; Débora Silva criticou ausência de movimentos sociais: 'Cadê os que pregam o fim do genocídio?'. Ler mais

'Memorial dos nossos filhos vivos' traz depoimentos de mulheres sobre aqueles 'que saíram dos nossos úteros', como diz a líder do movimento Mães de Maio, Débora Silva; a Ponte publica com exclusividade um dos capítulos do livro. Ler mais

Mães que perderam filhos pela violência de Estado lotaram plenário da Câmara Municipal de Osasco onde Débora recebeu homenagem: 'Não somos vítimas, somos guerreiras'. Ler mais

Mulheres marcadas pela violência de Estado se encontram na periferia de São Paulo, dessa vez não para uma manifestação ou cobrança, mas para conversarem, forma de cura em meio à luta. Ler mais

Encontro da Rede Global de Mães em Resistência formado por mulheres de 3 países é marcado por manifesto em repúdio à violência de Estado que mata negros, pobres e periféricos. Ler mais

Pela primeira vez em 12 anos, as Mães de Maio relembraram os crimes de 2006 sem a presença de Vera Lúcia, que morreu no dia 3. Ler mais

Movimento de mulheres que perderam os filhos vítimas do braço armado do Estado pede a reabertura das investigações dos crimes de maio de 2006 Ler mais

Lançamento ocorreu no salão nobre da reitoria da universidade, na noite de quarta-feira (05/04), durante o debate “Mães de Periferia: Educação dos Lutos às Lutas”, que reuniu familiares de vítimas da violência do Estado Ler mais

Em ato na favela de Manguinhos, na zona norte do Rio de Janeiro, no último sábado (14/05), mães de vítimas da comunidade tiveram apoio do Movimento Independente Mães de Maio (SP) para homenagear jovens assassinados por policiais   Faixas das Mães de Maio e das Mães de Manguinhos erguidas durante ato que lembrou os dois anos do assassinato de Johnatha de Oliveira. Foto enviada à Ponte. No último sábado (14/05), quando se completaram dois anos que Johnatha de Oliveira Lima foi morto com um tiro nas costas por um policial militar na favela de Manguinhos, na zona… Ler mais

Cordão da Mentira e Mães de Maio protestam contra dez anos de impunidade

16/05/16 por Por Alê Alves, especial para a Ponte Jornalismo, e Daniel Arroyo (imagens)

Em ato no centro de Sao Paulo, grupos lembraram os Crimes de Maio de 2006 e pediram Justiça pelos mortos no período democrático ”Eles não vão viver do nosso medo. Nossos mortos têm voz”. Essa foi a mensagem do Movimento Independente Mães de Maio durante o ato Cordão da Mentira, na última sexta (13/05). Realizado anualmente, o Cordão deste ano encerrou o  I Encontro Internacional de Mães e Familiares de Vítimas do Estado Democrático,  e homenageou as Mães de Maio, grupo formado por mães e familiares de pessoas assassinadas por forças policiais. ”Cada lágrima que derramamos é um atraso na… Ler mais

>