Justiça absolve PMs e segurança suspeitos de formar grupo de extermínio

Para jurados, Márcio Silvestre Ferreira e os PMs Fabrício Eleutério e Diego Rodrigues de Almeida não participaram de ataque em 2013; Eleutério é um dos condenados pela maior chacina de SP.

Davi Fiuza, 16 anos, foi morto por 17 policiais militares, conclui polícia baiana

Adolescente desapareceu há 4 anos após abordagem policial em Salvador; Rute Fiuza ainda tem esperança de enterrar o filho: ‘o Estado matou Davi e tem obrigação de dizer onde está o corpo’.

Negro, gay e budista: educador social está preso injustamente, segundo familiares

Preso há dois meses, líder comunitário e presidente de ONG que realiza atividades de educação e esportes foi detido na zona sul de São Paulo, em junho, por suspeita de tráfico de drogas.

13 minutos atrás

PM e vigia acusados de tentativa de chacina em Osasco (SP) são inocentados

Em fevereiro de 2013, quatro pessoas foram baleadas em um bar e, horas antes, uma chacina deixou três mortos; naquele mesmo dia pela manhã, um policial foi morto no centro da cidade.

Um ano depois, a mesma pergunta: o que aconteceu com Santiago Maldonado?

Militante sumiu depois de entrar em confronto com Guarda Nacional Argentina em protesto e apareceu morto; familiares e amigos se reuniram esta semana para pedir justiça no caso.

Reabertura de Caso Herzog abre margem para investigação de outras vítimas da ditadura

MPF decidiu voltar ao caso depois que a Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA condenou o Estado brasileiro pelo assassinato do jornalista.

Ex-PM que apresentou homicídio como atropelamento é absolvido por morte

Paulo Henrique Rezende da Silva foi condenado por fraude processual, mas inocentado da acusação de matar Alex de Morais, que levou um tiro na nuca em 2015; PM autor do disparo será julgado separadamente.

‘Temos que nos revoltar quando o direito legítimo de contestar é retirado’

A estudante Shirlene Feitoza da Fonseca faz parte do grupo dos 23 condenados por participar de protestos em 2013 e 2014, no Rio de Janeiro: ‘a decisão abre precedente para que qualquer um seja condenado’.

Contribua com a Ponte

Clique para doar

Catarse

feito por F E R A