Policiais atiram em jovem e Favela do Moinho protesta no centro de SP

Perseguido pela PM, menino de 19 anos foi baleado em um quarto nos fundos de um barraco da comunidade

Quarto onde o jovem foi baleado na manhã desta terça-feira | Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo

Moradores da Favela do Moinho, na região central da cidade de São Paulo, protestaram hoje em ruas próximas e nos trilhos da linha 8-Diamante na CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) depois que policiais militares balearam um jovem de 19 anos na comunidade.

Moradores ouvidos pela Ponte contaram que viram os policiais perseguindo o jovem, identificado como Leandro de Souza Santos, pelas ruas da favela, no início da manhã. Leandro teria entrado em um barraco próximo ao local onde mora, onde estava uma mulher. Segundo os relatos das testemunhas, os PMs, então, teriam tirado a mulher do local e invadido a casa, encurralando Leandro em um quarto nos fundos, onde ele foi morto. Moradores suspeitam que o jovem tenha sido executado.

Parente mostra foto de Leandro | Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo

Após os tiros, os policiais isolaram o local. A mãe de Leandro foi até o barraco e pediu para ver o filho, mas os PMs não permitiram.

O caso foi registrado no 3º DP (Campos Elíseos). Procurada, a assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança Pública (SSP) ainda não se manifestou.

Comentários

Comentários

Enviar um comentário

Contribua com a Ponte

Clique para doar

feito por F E R A