Polícia do RJ cumpre mandados de prisão contra suspeitos de assassinar Marielle Franco

Principais alvos são milicianos investigados em apuração paralela, mas que podem ter relação com o crime; Polícia Civil adota sigilo absoluto para não afetar busca de provas contra outros suspeitos.

Oito meses após execução de Marielle, Anistia cobra vigilância sobre a investigação

Entidade internacional de direitos humanos aponta série de informações ‘contraditórias’, questiona imparcialidade e demora nos trabalhos; recentemente a PF foi acionada pelo governo federal.

MP investiga jogo em que Bolsonaro ataca e mata mulheres, negros e gays

Promotor apontou ‘clara intenção de prejudicar candidato’, além de causar danos morais coletivos aos ‘movimentos sociais, gays e feministas’.

Contribua com a Ponte

Clique para doar

Catarse

feito por F E R A