Secretário de Segurança de SP nega retaliação por morte de PM em Paraisópolis

Mágino Alves anuncia que PM continuará na favela para manter ‘ordem pública’ e Corregedoria diz não ter ‘relato de excessos’ em abordagens; dois suspeitos estão presos.

Contribua com a Ponte

Clique para doar

Catarse

feito por F E R A