Tawane Theodoro é a campeã do Slam SP

Luck Vas, King e Patrícia Meira foram finalistas e completam o time de representantes paulistas no Slam BR em dezembro

Tawane Theodoro é a campeã | Foto: Sérgio Silva/Ponte

Brilho nos olhos, bom humor e discursos ácidos sobre gênero e raça foram os atributos principais que renderam o título do Slam SP a Tawane Theodoro, uma pequena gigante de apenas 19 anos do Capão Redondo, zona sul de São Paulo. A competição aconteceu na sexta-feira (2/11) e sábado (3/11), no Sesc 24 de maio, próximo à praça da República, no centro da capital paulista.

Representante do Slam das Minas, Tawane corre em slams há apenas dois anos e disse que tudo que fez foi curtir cada momento. “Eu nem imaginava passar da primeira fase, quem diria ser campeã. Mas meu pai sempre disse pra eu acreditar mais em mim mesma”, comemora.

Finalistas do Slam SP vão representar o estado na competição nacional | Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo

Patrícia Meira, King e Luck Vas também foram os outros finalistas e o troféu só foi decidido após duas rodadas extras de desempate entre Tawane e Patrícia. King foi a terceira e Luck Vas o quarto colocado.

Competição

No sábado, o Sesc 24 de Maio recebeu um grande público para as eliminatórias do Slam SP. Os 35 poetas participantes foram divididos em quatro chaves. Dois competidores de cada uma delas avançariam para as semifinais. King, Patrícia Meira, Cleyton Mendes e Guilherme Schaade foram os representantes da chave A, e Dariel Costa, Tawane Theodoro, Luck Vas e a dupla Catharine Moreira/Amanda Lioli, da chave B.

Luck Vas é um dos finalistas | Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo

Vale destaque para Guilherme Schaade, de apenas sete anos e representante do Slam do Corpo, único slam disputado na íntegra em língua de sinais. Guilherme emocionou a todos com suas poesias que pediam por igualdade entre surdos e ouvintes. O evento contou com tradução em tempo real entre a libras e o português.

Patrícia Meia e King avançaram de um lado, enquanto Luck Vas e Tawane Theodoro passaram do outro. Os quatro automaticamente já seriam os representantes paulistas no Slam BR, competição nacional a ser realizada entre os dias 12 e 16 de dezembro, no Sesc Pinheiros.

Patrícia Meira quase superou Tawane | Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo

Após três rodadas muito disputadas, Patrícia Meira e Tawane Theodoro terminaram empatadas em primeiro lugar e precisaram de mais duas rodadas extras para desempate.

Após pressão para que os jurados, escolhidos aleatoriamente antes de cada fase, ajustassem os critérios, Tawane conseguiu notas superiores e se tornou campeã do Slam SP.

King também conseguiu vaga para Slam BR | Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo

O que é Slam BR?

O Slam BR é a competição brasileira de poesia falada e reunirá representantes do país todo entre os dias 12 e 16 de dezembro, no Sesc Pinheiros. O campeão recebe vaga para a disputa da Copa do Mundo de Slams, realizada anualmente em Paris, na França.

Bell Puã, Luz Ribeiro, Lucas Afonso, Emerson Alcalde e Roberta Estrela D’Alva foram alguns dos representantes brasileiros ao longo dos últimos dez anos, desde que o evento foi trazido para o Brasil por Roberta Estrela D’Alva.

Comentários

Comentários

Colabore com a Ponte!

Enviar um comentário

Contribua com a Ponte

Clique para doar

Catarse

feito por F E R A