Aos meus familiares que votam em Bolsonaro

Mulheres, negros e LGBTs dão um recado aos familiares que votam em Jair Bolsonaro em série de vídeos realizada pela Ponte

Mulheres, homens e LGBTs gravaram mensagem aos parentes | Foto: Reprodução

O clima de insegurança e medo passou a fazer parte da vida de mulheres, negros e LGBTs após o primeiro turno das eleições 2018. O motivo é que a onda de violência causada por apoiadores do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) não para de crescer. São dezenas de ataques e pelo menos 3 mortes registradas.

A primeira foi a morte de Mestre Moa, na Bahia, no mesmo dia em que ocorreu o primeiro turno das eleições, seguido pelo assassinato de duas mulheres trans: Priscila, em São Paulo, e Laysa Fortuna, em Aracaju (SE). Entre os discursos mais famosos de Bolsonaro, estão os discursos de ódio contra as minorias.

Diante desse cenário, a Ponte coletou depoimentos de mulheres, negros e LGBTs para criar a série de vídeos “Aos meus familiares que votam em Bolsonaro”. Os relatos falam diretamente aos parentes que estão apoiando o candidato e mostram os motivos pelos quais essas pessoas estão com medo do futuro político do país.

Confira os vídeos:

Comentários

Comentários

Já que Tamo junto até aqui…

Que tal entrar de vez para o time da Ponte? Você sabe que o nosso trabalho incomoda muita gente. Não por acaso, somos vítimas constantes de ataques, que já até colocaram o nosso site fora do ar. Justamente por isso nunca fez tanto sentido pedir ajuda para quem tá junto, pra quem defende a Ponte e a luta por justiça: você.

Com o Tamo Junto, você ajuda a manter a Ponte de pé com uma contribuição mensal ou anual. Também passa a participar ativamente do dia a dia do jornal, com acesso aos bastidores da nossa redação e matérias como a que você acabou de ler. Acesse: ponte.colabore.com/tamojunto.

Todo jornalismo tem um lado. Ajude quem está do seu.

Ajude

mais lidas