Anistia Internacional cobra investigação de ação que deixou 5 mortos na Maré (RJ)

Entidade afirma que conduta dos policiais contraria determinação judicial que trata de operações noturnas; PM alega que liminar proíbe apenas cumprimento de mandados na casa de moradores.

3 minutos atrás

Artigo | O Rio não amanheceu: mortes a tiros e uma mãe que tombou

A cada morte na favela, as mães que perderam seus filhos revivem os assassinatos e sentem na pele a morte outra vez: dessa vez, Janaina Soares, mãe de Chrsitian, morto aos 13 anos pela polícia em 2015, tombou.

Operação da PM deixa pelo menos cinco mortos no Complexo da Maré (RJ)

Moradores relataram mais de sete horas ininterruptas de tiroteio; em 4 dias, pelo menos 6 pessoas, sendo 3 adolescentes, foram mortos em ações da polícia em favelas do Rio.

‘O policial pisou na minha perna e perguntava da arma, mas eu não tinha arma’

Adolescente de 15 anos conta como foi baleado na perna e jogado em córrego por PMs no Complexo do Alemão; policiais afirmam que jovens atiraram e houve revide.

Família de jovem morto pelo Exército no Rio em 2008 parou de receber pensão

Wellington Gonzaga trabalhava sem registro e, por essa razão, a Justiça decidiu que não há necessidade de indenização; ‘guardo essa foto dele e os jornais para não esquecer o que o Exército fez’, diz Lilian, mãe da vítima.

7 minutos atrás

PM confunde guarda-chuva com fuzil e mata garçom no RJ, afirmam testemunhas

Rodrigo Alexandre da Silva Serrano esperava a família chegar quando levou três tiros; moradores se revoltam nas redes sociais: ‘só na favela que guarda-chuva é confundido com fuzil’

Moradores relatam abusos em ação das Forças Armadas com 13 mortos no RJ

Operações nos complexos da Penha, Alemão e Maré deixam 5 mortos, além de outros 6 na Ponte Rio-Niterói, e primeiro integrante do Exército em serviço é morto desde início da intervenção.

Pesquisadora de dossiê sobre lesbocídio denuncia perseguições em redes sociais

Em defesa de docente, responsável pela primeira pesquisa sobre lesbocídio e suicídio de mulheres lésbicas, Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (IFCS) lança nota de apoio.

‘Ideologia mata’, diz PM ao reprimir candidata negra

Policial apreendeu material de campanha da vereadora Talíria Petrone e apontou arma para jovem negro que tentou defendê-la; quando disseram ‘arma mata’, PM respondeu ‘ideologia mata mais’.

Contribua com a Ponte

Clique para doar

Catarse

feito por F E R A