Mulheres, negros, LGBTs e antifascistas se unem em ato contra Bolsonaro

Ato concentrou grande presença de mulheres de diversos movimentos. Foto: Sergio Silva

Em repúdio ao presidenciável e pela democracia, diversos movimentos, a maioria de mulheres, ocuparam as ruas aos gritos de “Ele Não”

Diversos grupos de mulheres tomaram as ruas contra militar da reserva. Foto: Daniel Arroyo/Ponte

 

Diversos movimentos de mulheres, negros, comunidade LGBT e grupos antifascistas se reuniram em marcha contra o candidato a presidência pelo PSL Jair Bolsonaro. O ato teve início por volta das 14h, no MASP (Museu de Arte de São Paulo), na Avenida Paulista, região central da capital e percorreu as ruas aos gritos de “Ele Não”, “Ele Jamais”.

Manifestante presta homenagem a vereadora Marille Franco e ao Mestre Moa do Katendê. Foto: Sergio Silva

A linha de frente foi conduzida pelos tambores do grupo de arte e cultura negra Ilú Obá de Min. E o coro dos manifestantes também era uníssono  em repúdio ao candidato ao governo de São Paulo pelo PSDB, João Doria, em vista das declarações de apoio ao militar da reserva.

Manifestantes antifascistas contra Bolsonaro. Foto: Sergio Silva

O protesto também teve presença de bandeiras de partidos políticos e seguiu pacificamente pela Avenida Brigadeiro Luiz Antônio com destino à Praça da Sé.

Ato concentrou grande presença de mulheres de diversos movimentos. Foto: Sergio Silva

Confira os registros da cobertura

Foto: Daniel Arroyo/Ponte

 

Foto: Sergio Silva

 

Foto: Daniel Arroyo/Ponte

 

Foto: Sergio Silva

 

Foto: Daniel Arroyo/Ponte

Comentários

Comentários

Colabore com a Ponte!

Enviar um comentário

Contribua com a Ponte

Clique para doar

Catarse

feito por F E R A