Jovem é baleado por PM em carro roubado na periferia de SP

Foto: Reprodução/Ponte Jornalismo

Versão oficial diz que polícia se defendeu de suspeito que desceu armado; testemunha afirma que tiros aconteceram antes de suspeitos descerem

Perseguição acaba com um baleado e um preso em SP | Foto: Reprodução/Ponte Jornalismo

A Polícia Militar baleou o ajudante de pedreiro Jamailson da Conceição Dias, 24 anos, e prendeu o feirante Lucas Gonzaga da Silva, 22 anos, após perseguiram um Hyundai HB20 vermelho entre o Jardim Mirna e o Jardim Três Corações, pela rua Major Lúcio Dias Ramos, na região do Grajaú, periferia da zona sul de São Paulo, por volta das 23h45 do último sábado (7/10).

De acordo com a versão da PM, fornecida pela assessoria de imprensa da SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo), os policiais foram acionados para atender uma ocorrência de roubo de carro com retenção da vítima. Os PMs teriam dado sinais de parada para o veículo roubado e iniciado a perseguição.

A versão oficial afirma que a perseguição acabou quando o HB20 roubado bateu em um Palio cinza e, depois, em um muro. O registro da polícia ainda diz que Lucas, que conduzia o veículo, se rendeu, enquanto Jamailson “apontou uma arma para os policiais que, em defesa, dispararam contra ele e acertaram na perna”.

A história contada pelos PMs não coincide com o relato de uma mulher que presenciou o momento final da perseguição, quando o veículo bateu. Sem saber da versão da PM, a testemunha contou à reportagem o mesmo desfecho da versão policial: o HB20 vermelho bateu em um Palio cinza e, depois, no muro. No entanto, ela afirma que ouviu quatro ou cinco tiros, todos antes do carro bater.

De acordo com a testemunha, ela estava logo atrás das viaturas que perseguiam o HB20 roubado e teve a passagem na via impedida pelos PMs. Ela afirma que ficou no local, esperando a liberação da passagem, por volta de 15 minutos, até desistir e mudar o trajeto. Foi tempo suficiente para ver o condutor sendo algemado. “Imaginei que seriam no mínimo dois [suspeitos], mas só o condutor foi algemado e colocado dentro da viatura, nenhum outro além”.

O roubo

Segundo a SSP-SP, o carro roubado pertence a um frentista. O assalto aconteceu em um semáforo da avenida Dona Belmira Marin, também na região do Grajaú. Segundo a pasta, os dois assaltantes mandaram o dono do HB20 ir para o banco traseiro, pegaram dinheiro, cartões e senhas e foram realizar compras.

Segundo a versão oficial, Jamailson foi levado para o Pronto-Socorro do Grajaú. Os dois jovens teriam confessado o crime e foram detidos. O caso foi registrado como roubo e resistência no 101º DP (Jardim Imbuias) e encaminhado para o 85º DP (Jardim Mirna), que atende a região onde aconteceu o roubo.

A SSP-SP diz que o frentista vítima do assalto ficou com ferimentos leves devido à batida do carro. A pasta ainda afirma que as armas dos policiais militares e a que estaria em posse do jovem foram apreendidas para perícia.

PM apreende moto de forma irregular na periferia de SP, diz condutor

Comentários

Comentários

Enviar um comentário

Contribua com a Ponte

Clique para doar

feito por F E R A