Polícia encontra, em SP, helicóptero usado em morte de líder do PCC no Ceará

02/03/18 por Fausto Salvadori

Compartilhe este conteúdo:

Além do helicóptero, policiais apreenderam as lanchas “Sem futuro” e a “Só emoções”, também pertencentes ao piloto Felipe Ramos Morais, que está foragido

Helicóptero foi encontrado em Fernandópolis, no interior de SP | Foto: divulgação

Policias civis do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) apreenderam nesta quinta-feira (2/3) o helicóptero usado nos assassinatos dos líderes da facção criminosa PCC (Partido do Comando da Capital) Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, o Paca, ocorrida em 16 de fevereiro, no Ceará. O helicóptero, encontrado na região de Fernandópolis, no interior de São Paulo, pertencia ao piloto Felipe Ramos Morais, que está foragido.

Além do helicóptero, os policiais apreenderam duas embarcações de Moraes: as lanchas “Sem futuro” e a “Só emoções”, que estavam em marinas do Guarujá e Santos, no litoral paulista.

Helicóptero foi encontrado em Fernandópolis, no interior de SP | Foto: divulgação

Gegê do Mangue e Paca, dois homens da cúpula do PCC, foram vistos pela última vez embarcando em um helicóptero na Praia do Futuro, em Fortaleza. Poucas horas depois, os corpos de ambos foram encontrados em uma aldeia indígena na região metropolitana de Fortaleza.

A polícia cearense identificou dois homens que estavam no helicóptero quando a dupla foi morta: o piloto Felipe Ramos Morais e Wagner Ferreira da Silva, o Cabelo Duro, que era “afilhado” de Gegê do Mangue no PCC.

O Ministério Público Estadual de São Paulo acredita que Cabelo Duro participou do assassinato de Gegê do Mangue e de Paca a mando do PCC e foi morto pela própria facção, seis dias depois, como queima de arquivo.

Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo: