Por beijar um homem, PM de SP é atacado por colegas de farda e até pelo governador

Soldado Leandro Prior recebeu ameaças pediu afastamento médico após a PM abrir investigação; governador Márcio França (PSB) disse que ‘farda tem que estar respeitada’.