Morador em situação de rua foi atacado com fogo enquanto dormia, mostra vídeo

06/01/20 por Paloma Vasconcelos

Compartilhe este conteúdo:

Carlos Roberto Vieira da Silva, 39 anos, morreu nesta segunda (6/1), após ser atacado em frente a um supermercado na Mooca, zona leste de SP

O morador em situação de rua Carlos Roberto Vieira da Silva, 39 anos, não resistiu aos ferimentos e faleceu na manhã desta segunda-feira (6/1). A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo, que também informou que o corpo de Carlos foi encaminhado ao IML (Instituto Médico-Legal).

Carlos foi atacado com fogo na madrugada do último domingo (5/1) enquanto dormia em frente ao supermercado Dia, na região da Mooca, na zona leste de SP. Ele foi atingido nas pernas, costas, peito e no rosto, sofrendo queimaduras de 2º e 3º graus, ou seja, queimaduras profundas e mais extensas. Estava internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Municipal Tatuapé.

Momento em que morador, à esquerda do vídeo, tenta se livrar do fogo | Foto: reprodução

A Ponte recebeu um vídeo que mostra o momento exato em que uma pessoa ateia fogo em Carlos, que dormia em frente ao supermercado. As imagens de uma câmera de segurança mostram a pessoa correndo depois do crime. É possível ver uma explosão, um fogo alto e Carlos saindo com o corpo todo em chamas.

O Padre Julio Lancellotti, da Pastoral do Povo da Rua da Arquidiocese de São Paulo, lamentou o ocorrido. “Ontem quando eu o visitei na UTI o estado dele era bem crítico, já se sabia que havia um risco bem grande de morte”, disse à Ponte.

“Nós começamos o ano com um sinal bem grave na cidade, de uma pessoa em situação de rua ser morta dessa forma. Já se acendeu o sinal de alerta máximo e isso exige uma mobilização da cidade toda na proteção da vida de pessoas em situação de rua, que são cada vez mais numerosos”, apontou Lancellotti.

Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo: