x
Legenda Teste

Ajude a Ponte

Você sabe que a Ponte está do seu lado. Mas, além de coragem, a nossa luta pela igualdade social, racial e de gênero precisa de recursos para se manter. 

Com uma contribuição mensal ou anual, você ajuda a manter a Ponte de pé. Além disso, garante acesso aos bastidores da nossa redação e uma série de benefícios.

Ajude a Ponte

Perseguição policial termina com PM e suspeito mortos em SP

30/01/20 por Caê Vasconcelos

Compartilhe este conteúdo:

Testemunhas afirmam que motociclista não parou em barreira da Polícia Militar e atropelou PM; condutor morreu no local; o PM, no hospital

O atropelamento aconteceu na Rodovia Engenheiro Renê Benedito, altura do KM 44 | Foto: Caê Vasconcelos/Ponte Jornalismo

Uma perseguição policial terminou com dois mortos em Itapevi, na Grande SP, na madrugada desta quinta-feira (30/1). Segundo investigação da Polícia Civil, o PM Wagner Odevaldo Silva, 39 anos, morreu depois ser atropelado durante uma abordagem na Rodovia Engenheiro Renê Benedito, a rodovia 274, altura do KM 44. O PM pertencia à 3ª Cia do 20°BPM (Batalhão da PM). O autor do atropelamento, Igor Alberto Gonçalves da Silva, 21 anos, morreu no local.

A Ponte esteve no local e conversou com comerciantes da região. Uma comerciante que não quis se identificar, contou que mora no local e acordou com o barulho das sirenes.

Leia mais:

‘Morreu trabalhando’, diz esposa de técnico morto durante ação policial em SP

PM mata suspeito pelas costas e diz que foi confronto

‘Amanhã vou preso, para mim tanto faz’, diz PM após atirar em grupo na zona leste de SP

Segundo a moradora, duas viaturas seguiam uma motocicleta vermelha, quando um PM desembarcou do carro e sinalizou para que o condutor da moto parasse. Sem respeitar o sinal, o condutor teria avançado e atropelado o PM. Com o impacto do atropelamento, Igor caiu e bateu a cabeça, morrendo na hora. O PM Odevaldo foi jogado para longe, chegou a ser resgatado, mas não resistiu aos ferimentos.

Marcas de sangue continuavam na rodovia na tarde desta quinta-feira | Foto: Caê Vasconcelos/Ponte Jornalismo

Segundo a apuração da Polícia Civil, PM Odevaldo Silva foi socorrido e levado ao Pronto Socorro do Hospital Geral de Itapevi, onde faleceu. Igor, segundo a Polícia Civil, morreu na hora. Os PMs que participavam da perseguição afirmaram terem encontrado um revólver calibre 38 perto do corpo de Igor.

O caso foi registrado na Delegacia de Itapevi como homicídio, posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, resistência e dirigir sem permissão ou habilitação. O motivo da perseguição policial não foi informado.

Procurada pela reportagem, a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública de São Paulo) informou que “policiais militares informaram que o suspeito conduzia uma moto Honda, cor vermelha, quando atropelou o policial militar. Ele foi socorrido ao Hospital Geral de Itapevi, mas não resistiu”.

“O autor do atropelamento sofreu uma queda na sequência e também morreu no local. Com ele, foi apreendido um revólver calibre 38, com a numeração raspada”, finalizou a pasta.

Já que Tamo junto até aqui…

Que tal entrar de vez para o time da Ponte? Você sabe que o nosso trabalho incomoda muita gente. Não por acaso, somos vítimas constantes de ataques, que já até colocaram o nosso site fora do ar. Justamente por isso nunca fez tanto sentido pedir ajuda para quem tá junto, pra quem defende a Ponte e a luta por justiça: você.

Com o Tamo Junto, você ajuda a manter a Ponte de pé com uma contribuição mensal ou anual. Também passa a participar ativamente do dia a dia do jornal, com acesso aos bastidores da nossa redação e matérias como a que você acabou de ler. Acesse: ponte.colabore.com/tamojunto.

 

Todo jornalismo tem um lado. Ajude quem está do seu.

Ajude

Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo:

>