PonteCast: PM reprime manifestantes e também a liberdade de imprensa

11/01/20 por Ponte Jornalismo

Compartilhe este conteúdo:

Fotógrafo Rodrigo Zaim foi detido no primeiro ato contra o aumento da tarifa e o repórter Arthur Stabile tomou enquadro no início do protesto

A passagem de ônibus, metrô e trem começou o ano R$ 0,10 mais cara – de R$ 4,30 para R$ 4,40 – e o descontentamento, como já era esperado, deu lugar à ação. Dois atos puxados pelo MPL (Movimento Passe Livre) aconteceram nesta semana e, nas duas ocasiões, a repressão policial ficou bastante marcada. Dessa vez, nem mesmo a imprensa escapou.

Na terça-feira, o fotógrafo e fundador do Coletivo RUA Rodrigo Zaim acabou detido com um grupo de mais de 30 manifestantes sem maiores explicações. Ele participa do episódio 48 e conta um pouco melhor essa história.

O fotojornalista Daniel Arroyo, que já foi vítima de bala de borracha em manifestação ocorrida no final de janeiro do ano passado, também dá a letra sobre a percepção da relação do MPL com a Polícia Militar, os tipos de repressão a depender do tipo de protesto e a relação da imprensa nisso tudo.

A repórter Paloma Vasconcelos também fala das suas percepções sobre os atos e avalia o modus operandi da PM que, na visão dela, é bastante característico em protestos organizados pelo MPL.

O repórter Arthur Stabile conta do enquadro que levou na quinta-feira (9/1), no segundo ato do MPL, ao lado do fotógrafo Lucas Martins, dos Jornalistas Livres, e também dá detalhes de como a PM agiu aquele dia. O registro do enquadro de Arthur e Lucas é de Rogério de Santis.

Liga o som!

Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo: