x
Legenda Teste

Ajude a Ponte

Você sabe que a Ponte está do seu lado. Mas, além de coragem, a nossa luta pela igualdade social, racial e de gênero precisa de recursos para se manter. 

Com uma contribuição mensal ou anual, você ajuda a manter a Ponte de pé. Além disso, garante acesso aos bastidores da nossa redação e uma série de benefícios.

Ajude a Ponte

Rota prende ilegalmente jovem negro em retaliação contra família

10/09/20 por Caê Vasconcelos

Compartilhe este conteúdo:

Tia do jovem teria respondido ‘vagabundos são vocês’ aos policiais depois de eles terem chamado familiares do faxineiro de ‘vagabundos’ na zona leste de SP

Policiais da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) levaram faxineiro Erik Santos Souza, 23 anos, de dentro do mini mercado de sua família, na avenida São Miguel, na Vila Norma, zona leste de da cidade de SP, e ficaram por 3 horas rodando com ele em uma viatura na tarde e noite desta quinta-feira (10/09).

Segundo a família do jovem, Erik tinha acabado de chegar do trabalho, em um hospital na região do Ibirapuera, na zona sul da cidade, quando foi abordado e revistado pela pelos policiais em frente ao estabelecimento. Erik já havia sido liberado quando um dos PMs xingou seus familiares de “vagabundos”. Como resposta, Alice dos Santos Jesus, 55 anos, tia do jovem e proprietária do local, disse que vagabundos eram eles.

Leia também: Sem mandado, Rota invade casa e mata rapaz com 5 tiros em SP

Nesse momento, os policiais foram atrás na cozinha do estabelecimento, querendo levá-la para a delegacia, mas ela se recusou. A família denuncia que Erik foi levado como retaliação. Nas filmagens, Erik é o jovem de camiseta vermelha.

O jovem chegou no 63ºDP (Vila Jacuí) por volta das 19h30, após rodar por três horas dentro da viatura e ser levado de delegacia em delegacia da região. “Isso é abuso de autoridade”, denunciou a tia. Ele foi liberado por volta das 23h50 desta quinta-feira. A Ponte apurou que outro jovem, não identificado até o momento, permaneceu preso.

Leia também: ‘Um volume na cintura’ foi a alegação da Rota para invadir casa e matar homem em SP

A Ponte recebeu a denúncia às 17h desta quinta-feira (10/9). Apuramos as informações e cobramos a Secretaria da Segurança Pública, a assessoria da Polícia Militar e a Ouvidoria das Polícias.

Após acionarmos a Ouvidoria, o ouvidor Elizeu Soares Lopes ligou para o coronel Alencar, comandante geral, e com o coronel Gasparian, da Coordenadoria de Operações da PM, que irão apurar o caso. “Eles não sabiam do caso, vão verificar e retornam”, disse a assessoria do ouvidor.

Atualização feita às 22h do dia 10/09 para inclusão das imagens do circuito interno do mercado que mostram a abordagem completa

Atualização feita às 11h do dia 11/09 para inclusão da saída do jovem do DP

Já que Tamo junto até aqui…

Que tal entrar de vez para o time da Ponte? Você sabe que o nosso trabalho incomoda muita gente. Não por acaso, somos vítimas constantes de ataques, que já até colocaram o nosso site fora do ar. Justamente por isso nunca fez tanto sentido pedir ajuda para quem tá junto, pra quem defende a Ponte e a luta por justiça: você.

Com o Tamo Junto, você ajuda a manter a Ponte de pé com uma contribuição mensal ou anual. Também passa a participar ativamente do dia a dia do jornal, com acesso aos bastidores da nossa redação e matérias como a que você acabou de ler. Acesse: ponte.colabore.com/tamojunto.

 

Todo jornalismo tem um lado. Ajude quem está do seu.

Ajude

Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo:

>