quem somos

quem a gente é | quem faz | contato | denuncie | princípios | erros e correções | matérias | história | impacto | quem financia | republique

quem faz

estratégico

Antonio Junião: diretor de arte e projetos especiais 
Maria Elisa Muntaner: diretora administrativa e financeira
Fausto Salvadori: diretor de redação
André Caramante: conselheiro

redação
Amauri Gonzo: editor de jornalismo
Jessica Santos: editora de relacionamento
Vinicius Trigo: editor de audiências
Beatriz Drague Ramos: repórter
Jeniffer Mendonça:
repórter
Elisa Fontes: estagiária de jornalismo

colaboradores
Daniel Arroyo:
repórter fotográfico
Paulo Eduardo Dias: repórter

nos deixou
Milton Bellintani (1960-2015)

conheça o time

Antonio Junião

Nascido em Campinas (SP), é formado em Educação Artística pela Unesp e faz jornalismo ilustrado desde 1994. Publica ilustrações e charges em veículos como Folha de S.Paulo, O Estado de S.Paulo, Veja e Courrier International (França). Como ilustrador, atua em sites, aplicativos e no mercado editorial. Ganhou o Salão Internacional de Desenho para Imprensa de Porto Alegre, em 2011, o prêmio Vladimir Herzog de 2005 e menção honrosa em 2006 (categoria artes), além do prêmio de cartuns sobre Aids do Ministério da Saúde, em 2004. Mora em São Paulo, onde também atua como músico e meio-campista do Pindorama F.C. – Futebol e Literatura, time de escritores e autores.

Fausto Salvadori

Formou-se em Jornalismo pela Unesp em 1999. Trabalhou em diversos veículos, como Metro, Folha de S. Paulo, Vice, Trip, Revista Adusp, Galileu, Agora SP, Jornal da Tarde, entre outros. Durante alguns anos, manteve o blog Boteco Sujo. Desde 2008, é jornalista concursado da Câmara Municipal de São Paulo. Ajudou a a fundar a Ponte Jornalismo em 2014. Um dos vencedores do prêmio Vladimir Herzog de 2019, na categoria Produção Jornalística em Multimídia, e menção honrosa no mesmo prêmio, na categoria Texto, em 2013.

Maria Elisa Muntaner

Mais de 20 anos de experiência em marketing, com pós-graduação em marketing (ESPM) e gestão de empresas (FIA/USP). Atuação em planejamento estratégico, pesquisa de marketing e análise de mercado. Responsável pelas áreas estratégica, financeira e administrativa da Ponte Jornalismo desde 2017.

André Caramante

Repórter, atua com ênfase na área da Segurança Pública e dos Direitos Humanos. Trabalhou no Grupo Folha de S.Paulo por 14 anos e meio (Folha de S.Paulo, Agora SP e Notícias Populares), e também no Diário Popular. Colaborou com as revistas Rolling Stone, Quatro Rodas, Caras, Veja, Venice e Rock Press. Denunciou a existência de sete grupos de extermínio formados por policiais e ex-policiais. Entre 2002 e 2013, escreveu sobre cultura hip hop para o Agora SP. É autor do livro-reportagem “Aqui Dentro – Páginas de Uma Memória: Carandiru” e responsável pela edição de “Mães em Luta. Dez Anos dos Crimes de Maio de 2006”. Em 2011, recebeu o Prêmio Folha de Reportagem. Em 2012, o Prêmio Santo Dias. Em 2013, a Presidência da República concedeu-lhe o Prêmio Nacional de Direitos Humanos, a mais alta condecoração brasileira na área de direitos humanos. Atuou como repórter do Núcleo de Jornalismo Investigativo da Record TV, onde atualmente é chefe de redação. Também dirigiu o Portal R7. É um dos fundadores da Ponte Jornalismo.

Amauri Gonzo

Formado em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina em 2006, trabalhou na Conrad Editora, foi repórter de cultura no G1, editor da revista +Soma, editor do Noisey e do Boletim Matutino da VICE, onde também cobriu política. Também trabalha com hip-hop e já fez a direção artística de nomes como Don L, Ogi, Lay e Black Alien, além de traduzir a HQ Hip Hop Genealogia 2 (Veneta, 2018), o livro Contágio Social (Veneta, 2020) e participar da produção de títulos como Hip Hop Genealogia (Veneta, 2017) e Realismo Capitalista (Autonomia Literária, 2020). Além do trabalho na Ponte, mantém o podcast de entrevistas A Fita.

Jessica Santos

Formada em jornalismo pela FAPSP (Faculdade do Povo) e cursando MBA em Book Publishing na Casa Educação, Jessica já trabalhou no R7 e no Sindicato dos Auditores-Fiscais da Receita Federal e é uma das autoras da série de livros de entrevistas Mestres da Reportagem.

Beatriz Drague Ramos

Jornalista formada pela PUC-SP, com extensão universitária em “Estado, Sociedade e Políticas Públicas”, pela PUC-SP-COGEAE. Atuou no setor de comunicação da Escola Municipal de Administração Pública da Prefeitura de São Paulo. Passou pela Revista CartaCapital, atuou como repórter na Rádio Brasil Atual e participou do projeto Google News Initiative, no Grupo Bandeirantes de Comunicação. Foi repórter e comunicadora na organização indigenista Operação Amazônia Nativa (OPAN), na qual também trabalhou com advocacy. É autora do livro-reportagem “Entre morros e palafitas: Um retrato da juventude periférica de Santos”.

Jeniffer Mendonça

Formada em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero. Foi repórter do portal da Câmara Municipal de São Paulo e passou pelas redações dos jornais Diário de S. Paulo e Agora São Paulo. Escreve para a Ponte desde novembro de 2017.xxx

XX xx X xx

Daniel Arroyo

Daniel_PB

Fotógrafo, formou-se em artes visuais pela Belas Artes/FPA em 2007. Colaborador de diversos coletivos digitais.

XXX xx XX xx XX xx XX xx XX xx XX xxXX xx XX xx XX xx XX xx XX xx XX xxXX xx XX xx XX xx XX xx XX xx XX XX xx XX xx XXXX xx XX 

Paulo Eduardo Dias

Jornalista formado pela Estácio, e radialista pela Rádioficina, iniciou na área de comunicação no ano de 2006, quando ingressou na assessoria de imprensa de uma subprefeitura de SP. Trabalho em que permaneceu por seis anos. Entre 2013 e 2014 escreveu em diversos blogs sobre o cotidiano da capital paulista. Entre 2015 e início de 2018 atuou como repórter da editoria São Paulo no jornal Destak. É repórter da Ponte Jornalismo desde 2014. Também é autor do livro-reportagem Pixote: 30 anos à espera da Justiça, que conta a história do ator Fernando Ramos da Silva, o Pixote, morto pela Polícia Militar em agosto de 1987.

Milton Bellintani (1960-2015)

Jornalista e professor, foi editor na Editora Abril de 1987 a 2001 e editor-adjunto do caderno Cotidiano, do jornal Folha de S.Paulo, em 2002. Atuou com temas de Direitos Humanos, com foco na Verdade, Memória e Justiça. Foi diretor do Núcleo de Preservação da Memória Política, coordenador da Comissão da Verdade do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo e diretor-executivo da Escola do Parlamento da Câmara Municipal de São Paulo. Coordenou o curso de complementação universitária Descobrir São Paulo – Descobrir-se Repórter, do Projeto Repórter do Futuro e foi ombudsman do Contraponto. Atuou em projetos de comunicação da Fundação Kellogg. Desenvolveu projetos para a inclusão de pessoas com deficiência. Ele nos deixou em 2015.

fundadores da Ponte Jornalismo
André Caramante, Bruno Paes Manso, Caio Palazzo, Claudia Belfort, Fausto Salvadori Filho, Joana Brasileiro, Laura Capriglione, Luís Adorno, Maria Carolina Trevisan, Marina Amaral, Milton Bellintani, Natalia Viana, Paulo Eduardo Dias, Tatiana Merlino, Rafael Bonifácio, William Cardoso

>