Três presos e dois agentes prisionais de SP estão com Covid-19

15/04/20 por Josmar Jozino

Compartilhe este conteúdo:

Secretaria de Administração Penitenciária confirma que pelo menos 48 presos estão isolados em todo estado; casos confirmados são da Penitenciária 2 de Sorocaba

Casos aconteceram na Penitenciária 2 de Sorocaba | Foto: reprodução

O coronavírus entrou no sistema prisional do estado de São Paulo e já causa apreensão entre as autoridades carcerárias. Segundo a SAP-SP (Secretaria Estadual da Administração Penitenciária de São Paulo), três detentos e dois funcionários testaram positivo para Covid-19 e estão hospitalizados no interior do estado. Um dos agentes morreu.

Leia também: Responda à pesquisa Jornalismo e coronavírus

A reportagem apurou que os presos infectados são da Penitenciária 2 de Sorocaba, no interior de SP. No final da tarde desta quarta-feira (15/4) a SAP confirmou a informação.

Na última segunda-feira (13/4), dois detentos foram internados na Santa Casa da cidade com sintomas da doença.

Leia também: Prisões brasileiras têm mais de 20 casos de Covid-19, a maioria no DF

Segundo a pasta, 67 funcionários estão afastados das suas funções e outros 48 detentos estão isolados.

Até esta quarta-feira, não havia confirmação de casos no sistema prisional paulista. Em todo o país, segundo o Departamento Nacional Penitenciário (Depen), já são mais de 20 infectados nas prisões e pelo menos três mortes.

Em nota, a SAP destaca que tem feito monitoramento constante dos funcionários e da população prisional e adotado medidas de higiene referendadas. “Foram suspensas as atividades coletivas, realizada a busca ativa para casos similares ao Covid-19, a limpeza das áreas foi intensificada, a entrada de qualquer pessoa alheia ao corpo funcional foi restringida e foi determinada a quarentena para os presos que entram no sistema prisional”, diz nota, em referência ao ofício enviado pelo secretário Nivaldo Cesar Restivo à Justiça.

A pasta cita a ampliação na distribuição de produtos de higiene, álcool em gel e sabonete, além de equipamentos de proteção individual para os servidores e horários alternados no refeitório para evitar agloemeração.

Reportagem atualizada no dia 15/4 às 18h41 para correção da informação de que os afastados eram apenas de Sorocaba. A SAP informou que são de todo o estado de SP. Também foi incluída informação adicional sobre medidas tomadas pelo governo.

Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo: