Chega a 4 o número de presos mortos por coronavírus no Brasil

23/04/20 por Josmar Jozino

Compartilhe este conteúdo:

Danilo de Jesus Silva, 62 anos, estava preso em SP, onde três detentos morreram; outro morreu no RJ

Danilo é o segundo homem preso em Sorocaba a morrer de coronavírus | Foto:

Já subiu para três o número de mortos por Covid-19 no sistema prisional do estado de São Paulo. Em todo o Brasil são quatro os mortos pela doença dentro dos presídios. Além dos casos em SP, um homem de 73 anos morreu no Rio de Janeiro.

A SAP (Secretaria Estadual da Administração Penitenciária) confirmou hoje a morte do preso Danilo de Jesus Silva, 62 anos. Ele estava internado no Hospital Regional de Sorocaba e cumpria pena na Penitenciária Doutor Antonio de Souza Neto.

Leia também: Responda à pesquisa Jornalismo e coronavírus

Conhecida popularmente como P2 de Sorocaba, a unidade prisional abriga detentos condenados por estupro. Danilo cumpria uma pena de 23 anos. No último dia 19, a SAP havia confirmado a morte de um companheiro de presídio de Danilo.

O pastor evangélico José Iran Alves da Silva, de 67 anos, estava internado na Santa Casa da cidade. Foi a primeira morte de Covid registrada no sistema prisional paulista.

O religioso sofria de hipertensão e fazia tratamento da próstata. Ele foi levado para o hospital no dia 9 de abril e ficou 10 dias na Unidade de Terapia Intensiva.

Leia também: Prisões brasileiras têm mais de 20 casos de Covid-19, a maioria no DF

Ontem, a SAP confirmou a morte por Covid-19 do preso Alberto Saad Sobrinho, 54 anos. Ele estava preso na Penitenciária 1 de Mirandópolis e era portador de HIV. O detento cumpria pena por homicídio e tráfico de drogas.

A primeira morte por Covid-19 no Brasil foi registrada em 15 de abril no Rio de Janeiro. A vítima foi um homem de 73 anos preso no Instituto Penal Cândido Mendes.

As quatro mortes confirmadas no Brasil (três em São Paulo) e uma no Rio constam no painel do Depen (Departamento Penitenciário Nacional) de presos com Covid-19 no país.

Leia também: Mais de 25 mil presos vão para casa durante pandemia, segundo Depen

Segundo o Depen há 132 casos suspeitos, 97 confirmados e 651 testes realizados. Minas Gerais lidera o número de casos suspeitos (49), seguido por São Paulo (34) e Rio Grande do Sul (24).

São Paulo, além das três mortes confirmadas, também apresenta, segundo o Depen, outros seis casos confirmados da doença nas prisões do estado.

Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo: