Coronavírus e direitos humanos: a Ponte quer saber mais de você

14/04/20 por Ponte Jornalismo

Compartilhe este conteúdo:

Lançamos uma pesquisa para conhecer melhor o público e saber como atendê-lo melhor, neste momento de crise e grandes mudanças

No momento em que a pandemia de coronavírus coloca o mundo numa encruzilhada e todas e todos teremos que repensar nossos papéis e como faremos para aprender a viver melhor uns com os outros, a Ponte Jornalismo quer fazer essa pergunta a você.

Responda à pesquisa Jornalismo e coronavírus

Queremos conhecer mais sobre o público, como se informa e o que espera do noticiário, para e saber como atender melhor às suas necessidades em tempos tão desafiadores como os atuais. A pesquisa, que leva cinco minutos para ser preenchida, também busca conhecer como você se disporia a colaborar com o trabalho jornalístico da Ponte.

A Ponte e a pandemia

A Ponte abraçou a cobertura sobre a crise do coronavírus e suas consequências fazendo como sempre faz. Focamos nosso olhar sobre os grupos mais ameaçados: os moradores de favelas e periferias, a população de rua, os prisioneiros, a população negra e LGBT+, os povos indígenas.

Estivemos entre os primeiros veículos a alertar sobre o risco da pandemia de coronavírus sobre a população de rua e estamos fazendo a cobertura mais ampla sobre as consequências da Covid-19 sobre a população prisional.

Mesmo com uma equipe pequena, gastamos muita sola de sapato e horas de home office para retratar o cotidiano de entregadores, lixeiros, camelôs, prostitutas e profissionais de saúde, além de ouvir pensadores, especialistas e profissionais das mais diversas áreas, capazes de refletir sobre os impactos da pandemia em todos os setores.

Tudo isso foi feito, é bom que se diga, buscando o respeito pelas condições de trabalho de todos nós. A maioria de nós passou a trabalhar de casa, e os que vão para as ruas buscam usar as ferramentas de proteção necessárias, do álcool gel às máscaras. A diminuição de salário ou os cortes de pessoal não estão em nossos planos, ao contrário do anunciado por grandes veículos de comunicação. Somos poucos e pequenos, mas buscamos cuidar dos nossos.

Se quiser conhecer formas de apoiar o trabalho da Ponte Jornalismo, veja aqui.

Comentários

Comentários

Compartilhe este conteúdo: